Total de visualizações de página

Seguidores

domingo, 25 de março de 2012

LIMPEZA ENERGÉTICA

                                                    



Limpeza Energética ou Espiritual é um processo que
nos possibilita retirar a densidade que temos acumulada
nos nossos corpos.
Densidade é todo o tipo de energia negativa que acumulamos
no dia-a-dia, e ao longo da nossa vida.
Pode surgir devido aos nossos pensamentos, ou sentimentos,
pode acumular-se por algo que outros nos disseram ou "fizeram", e pode também surgir de entidades que inconscientemente apanhamos.
A densidade provoca doenças, depressões, bloqueios, dores, causando desequilíbrios de toda a ordem na nossa vida.O processo de Limpeza serve para nos libertarmos
de todo esse "lixo"que causa os bloqueios energéticos e
impede-nos de fluir livremente em todas as áreas da nossa vida.

Usando o Reiki para limpeza de casa.
Limpe bem sua casa, tire o pó,  organize  o que está fora do lugar, e  jogar fora o lixo.
Acenda um incenso feito  naturalmente. Ou faça a difusão com óleos essenciais, a lavanda é indicada para purificação e limpeza.
Como aplicar o Reiki.
Técnica de enraizamento.
Sente-se confortavelmente una as duas mãos em prece, Inspire, expire, e relaxe. Mentalize o simbolo um do reiki (ChokuRei) até sentir a energia dourada ou azul intensa, respire e relaxe até se sentir totalmente envolvido por  energia Reiki...
Inicie o fluxo de Reiki. 
Repita em voz  ou mentalmente. 
Estou fazendo limpeza nessa local trazendo tranquilidade, alegria e amor....etc.
Imagine a energia a limpando o chão, as paredes, o teto, retirando qualquer negatividade  No final deixe as áreas cobertas de luz branca ou dourada. Se algumas áreas sugar mais energia, deixe-a fluir mais tempo nesse local, até a sua intuição diga para ir para a próxima etapa; Se for possível, vá fisicamente a cada canto da casa colocando uma bola de energia Reiki. 
Deixe que essas bolas permaneçam  locais para que  a energia flua sempre que necessário.
Desenhe um símbolo  do Cho Ku Rei em cada porta, e janela.
Volte para o centro da casa  e  fique  atenta à sua intuição. Se você receber qualquer sinal de resquício de energia de baixa vibração, desenhe e envie o símbolo que achar necessário.
Termine  enviando energia ao seu redor em voz alta ou mentalmente: 
“Esta  casa está agora cheia de amor e luz, e o espírito da paz habita aqui”. 
Faça novamente o enraizamento para se proteger, descarregando alguma energia que você tenha absorvido.

Termine a sessão. Esta técnica pode ser usada por qualquer pessoa que tenha sido iniciada em Reiki de qualquer nível, Usando os símbolos do nível que tiver.     


Para limpar a sua casa de toda e qualquer energia negativa.
Faça assim:
Descasque 3 dentes de alho deixando-os inteiros sem a pele (branquinhos)
Encha um copo com água limpa.
Coloque cada alho na água dizendo:
Alho 1: Em nome do Pai
Alho 2: Em nome do Filho
Alho 3 em nome do Espírito Santo
E faça esse pequena oração com a mão direita sobre o copo com a água e os alhos:
Eu, ( seu nome) determino que a minha casa seja limpa a partir de agora e que todo o mal, toda inveja, toda energia ruim venha para este copo com água e alho, e assim, que eu esvaziar este copo, toda a carga negativa será mandada embora para não voltar nunca mais!
Amém!
Faça um Pai Nosso e coloque esse copo em um lugar alto no comodo onde fica a porta de entrada da sua casa. (Exemplo, se sua casa a porta é na cozinha, coloque em cima da geladeira ou armário alto)
No dia seguinte, jogue a água no vaso sanitário e dê a descarga (não precisa jogar o alho)
Encha de água novamente e deixe por 7 dias onde você colocou na primeira vez e ai sim, depois de 7 dias, jogue a água no vaso sanitário e os alhos no lixo e se possível, refaça todo o processo
.



COMO TOMAR O BANHO DE ANIL? O Banho de anil é feito em vários passos: 
Encha um balde com água.
Se o anil for pedra, jogue apenas uma pedra no balde para que ele dissolva na água, se for liquido, jogue um pouco de anil na água até que ela fique com uma tonalidade nem muito escura mais também não clara. 

Tome um banho normal primeiro. 
Após o banho normal, pegue um recipiente pequeno do qual possa tirar a água de anil do balde e jogar no seu corpo.

OBS: É IMPORTANTE LEMBRAR QUE NÃO SE DEVE EM MOMENTO ALGUM JOGAR ANIL NA CABEÇA. O MOTIVO PELO QUAL ISSO NÃO PODE ACONTECER É QUE NA NOSSA CABEÇA EXISTE O 7º CHAKRA CONHECIDO COMO CHAKRA CORONÁRIO. A FUNÇÃO DO ANIL É TAMPAR OS CHAKRAS DO CORPO PARA QUE AS MÁS ENTIDADES NÃO TENHAM ACESSO A VOCÊ E NÃO TE FAÇAM MAU.
O CHAKRA CORONÁRIO É O CHAKRA RESPONSÁVEL PELA SABEDORIA, É ELE QUEM NOS CONECTA A DEUS E AO PLANO DIVINO. CASO ESSE CHAKRA ENTRE EM CONTATO COM O ANIL, ELE IRA SE FECHAR. A CONSEQÜÊNCIA DISSO É QUE NEM MESMO OS ANJOS E AS BOAS ENTIDADES VÃO CONSEGUIR CHEGAR ATÉ VOCÊ.
POR ESSE MOTIVO TODO BANHO FEITO DE ANIL E DE SAL GROSSO DEVE SER FEITO DA BASE DO PESCOÇO PARA BAIXO SEM CONTATO ALGUM COM A CABEÇA. 

Enquanto se banha com o anil é importante se ter fé e fazer uma oração de proteção. Não importa a oração, cada pessoa faz aquela oração que achar mais forte. 

É recomendável que deixe o anil secar um pouco no corpo antes de sair do banheiro, caso se seque com a toalha, coloque a toalha para lavar em água corrente imediatamente.
Recomendações pós banho de anil. 
* Tampar o umbigo por 3 dias e 3 noites consecutivas com esparadrapo sem a retirada do mesmo em momento algum. 
* Durante as 3 noites que o umbigo permanecera tampado com esparadrapo, deve-se ler e orar o ' SALMO 66 ' três vezes antes de dormir nas três noites consecutivas.

ANIL NA CASA. 
A limpeza da casa feita com anil deve ser feita da seguinte forma: 
* Encher um balde com água. 
* Se o anil for pedra, jogue apenas uma pedra no balde para que ele dissolva na água, se for liquido, jogue um pouco de anil na água até que ela fique com uma tonalidade nem muito escura mais também não clara. 
* Pegar um pano limpo. 
* Molhe o pano na água de anil do balde e passe por toda a casa.

OBS: DEVE-SE PASSAR O PANO COM ANIL POR TODA A CASA, NO CHÃO E PRINCIPALMENTE NOS RODA-PÉS DA CASA, NAS BATENTES DAS 
PORTAS E NO AZULEJO DA COZINHA E DO BANHEIRO.
AS MÁS ENTIDADES SÃO ATRAÍDAS PELAS BATENTES DAS PORTAS, 
LÁ ELAS GRUDAM E COMEÇAM A SUGAR A ENERGIA DAQUELES QUE PASSAM PELA PORTA. AS MÁS ENTIDADES GOSTAM TAMBÉM DE PERMANECER NA COZINHA E NO BANHEIRO DEVIDO O FATO DE QUE AS PAREDES AZULEJADAS TORNAM O AMBIENTE MAIS FRIO E ADAPTÁVEL PARA AS ENTIDADES NEGATIVAS. A COZINHA PRINCIPALMENTE, POIS AS ENTIDADES NEGATIVAS GOSTAM DE SE ALIMENTAR DA ENERGIA DOS RESTOS E DE RESÍDUOS DE ALIMENTOS.

Após passar o pano com anil na casa, jogue o pano fora ou lave-o bem em água corrente.
 
Dia da semana  para limpeza : Somente na sexta-feira.

RITUAL PARA QUEIMAR ENERGIAS NEGATIVAS:
Bom, este é um ritual que serve para queimar fluidos negativos de qualquer processo que você esteja vivenciando. Prepare um ambiente tranqüilo, com música suave, após o banho. 
Acenda uma vela violeta dentro de um castiçal.
Acenda incenso de sândalo e carvalho.
Escreva num papel branco seus problemas, doenças, questões que incomodam ou qualquer coisa que não esteja bem e que esteja interferindo na sua vida e que você queira mudar.
Passe esse papel em todos os seus chacras, começando pela testa, garganta, cardíaco, estomago, umbigo.
Faça isso com mentalização e intencionando bem forte que você quer transmutar essas energias e esses acontecimentos e queimar no fogo sagrado.
Fique mais tempo com o papel no seu chacra cardíaco; ele é o mais forte.
Dobre o papel no sentido oposto à sua direção, mentalizando sempre que esses fluidos se afastem.
Depois o queime no fogo da vela pedindo que as salamandras do fogo queimem e transmutem na lei do perdão e do amor todas essas energias que estavam com você.
Faça este exercício semanalmente e seguido de uma boa meditação, oração, respiração para fortalecer seu campo áurico.


BANHOS
Os banhos devem ser acompanhados de preces pessoais espontâneas e sinceras.
Peça. Converse com os Deuses.
As flores e ervas frescas não devem ser fervidas.
O valor energético das mesmas se perderá.
Caso não consiga flores e ervas frescas, você pode usá-las secas.
Neste caso, poderá colocá-las em água fervente e abafá-las. Evite fervê-las.
Se estiver sentindo frio, acrescente ao banho, já preparado, uma quantidade de água mineral quente.
Os resíduos dos banhos devem ser devolvidos à natureza. Coloque os resíduos num jardim ou no mar.
Não se joga no lixo flores e ervas utilizadas em banhos energéticos, pois, se forem devolvidas à natureza, servirão como adubo.
Banhos preparados com ervas como arruda, comigo-ninguém-pode, espada-de-são-jorge e pára-raios não devem tocar a cabeça.
Podem causar cansaço, letargia, dores e insônia. Evite-as.

COMO ENERGIZAR SUAS ERVAS PARA BANHOS
Ponha o banho num balde previamente limpo com bicarbonato de sódio. Imponha as mãos abertas em cima da água dizendo:
"Uma enorme onda de Poder Cósmico me invade, envolvendo-me".
Neste momento, vocês possuem a força da cura mais extraordinária da natureza.
"Abre os meus caminhos cura o meu físico fortalece as minhas energias"
Em seguida junte as mãos em prece e cruze três X o banho, dizendo:
Em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo, Amem!

BANHOS ENERGÉTICOS
Junte manjericão, alecrim, rosas brancas, uma peça de ouro, 4 paus de canela.
3 litros de água, ferver  apague o fogo colocar todo o ingrediente dentro por 5 minutos, coar reservar.
Tomar primeiro  um banho normal com sabão neutro ou de coco .
Depois jogue  agua do banho pelo corpo começando  sempre abaixo do pescoço

Para crianças, Banho dos Anjos
Pétalas de rosas brancas, flor de jasmim, camomila .
Amassar com as mãos colocar em 3 litros de água, deixe descansar por 15 minutos e coar
Dar o banho normal na criança e depois jogue o banho

BANHO PARA O AMOR
Banho de atração
 É composto de 2 infusões tomadas uma em seguida da outra.
1º uma efusão com arruda, pouco guiné,e pouco espada de S.Jorge. Faça a infusão com 4 litros de água.
1º um banho normal  em seguida um banho com as ervas.
Esteja com o outro banho pronto feito
Amasse Salsa, erva-doce faça um chá e misture a salsa, acrescente
7 colherinhas de cafezinho de açúcar, jogue no corpo o banho
Após vista uma roupa cor de  rosa. Acenda 1 vela rosa para os 2 anjos da guarda dos namorados.
Faça uma vez por semana até se sentir bem.

BANHO PARA PROSPERIDADE
7 Cravos da Índia, uma noz moscada ralada, erva doce um punhado, 5 Folhas de louro, casca seca de maçã.
Coloque tudo em 3 litros fervente  tampe e  deixe esfriar 45 a 50 minutos.
Jogue o banho no corpo bem devagar mentalizando prosperidade, faça uma oração para o anjo da Guarda e ascenda uma vela untada com essência de canela.
O resíduo devolva á natureza.

BANHO PARA PURIFICAR O CORPO
Alecrim, anis, maçã vermelha, uma flor de girassol, mel
Fazer infusão com 5 litros de água fervendo durante 5 minutos, coar os resíduos colocar de volta na natureza.
Tomar 7 banhos no mesmo horário. Pronunciar as seguintes palavras:
Um enorme  poder me invade  poder cósmico, neste momento vocês irradiam energia e agora se tornam o instrumento de cura .

MISTURA PARA LIMPEZA DE AMBIENTES
Quando a atmosfera de um lugar estiver carregada devido a pessoas mal humoradas, impacientes, baixo astrais.
 Sete gotas de óleo de hortelã , 10 gotas de essência de bergamota, em um copo com água,  juntar tudo e borrifar.
Hortelã em óleo é forte e serve para desobstruir as vias respiratórias, melhorando a disposição geral
Bergamota refresca e estimula as energias do individuo e melhorar as disposições gerais o seu óleo é próprio para limpeza de ambientes.
Quando sentir  a energia  aumentadas  ou  seja sono irrequieto entre 2 e 5 horas da manhã, e não consegue dormir use uma lata de azeite de oliva puro fechado embaixo da cama. Ou usar um tapete persa legitima, ou um tapete de couro de cabra, carneiro ou boi. Esses elementos atingem 6 metros quadrados em volta da pessoa protegendo-as .
A maior magia que existe é ser FELIZ, e ter gratidão pela vida, pelas pequenas coisas que fazem um enorme efeito em nossa vida. Um sorriso sincero desmancha qualquer demanda, afasta qualquer energia ruim, incomoda quem não nos quer bem...Seguida da felicidade e atitude correta, podemos fazer esses rituais místicos para complementar e manter nosso equilíbrio, uma coisa unida a outra certamente funcionará perfeitamente bem, não devemos abrir mão dessa magia em nossa vida!!
.

sábado, 24 de março de 2012

QUAL É O SEU DOSHA PREDOMINANTE.

Se você não sabe o seu dosha predominante, descubra!

 "Dosha" é uma palavra sânscrita que significa "culpa" ou "transgressão". Enquanto este é o sentido literal, no contexto de cuidado à saúde seria mais apropriado traduzir "Dosha" como as "forças, no corpo, que mais facilmente se desequilibram". Através dele é possível a caracterização do perfil biológico do indivíduo, de acordo com a milenar Medicina Ayurvédica. Existem três doshas: Vata, Pitta e Kapha, sendo que cada um apresenta suas características determinantes . Todas as pessoas possuem os três doshas, mas em proporções variadas. Eventualmente, há excesso ou carência de um dos três doshas, o que constitui um desequilíbrio, que pode originar uma doença. O reestabelecimento do equilíbio original dos doshas da pessoa, segundo esta medicina será por meio de dietas, exercícios físicos, uso de plantas medicinais, meditação, yoga e massagem. Vata significa a força que gera e possui as qualidades do "ar" (e do espaço). Vata não é "gás" mas a força que, quando em excesso, produz "gás". Vata é o dosha formado pelos elementos ar e éter. Suas características são ser seco, leve e frio. As pessoas com predominância de Vata são geralmente magras, ativas e costumam ter a pele seca e eventualmente constipação intestinal. Elas devem evitar alimentos amargos, bem como frio e umidade. Pitta significa a força que gera e possui as qualidades do "fogo". Pitta não é "bile" mas a força que, quando em excesso, produz "bile" e "ácido". Pitta é o dosha formado pelos elementos fogo e água. Suas características são quente, oleoso e leve. São pessoas ativas e com boa conformação física. Têm tendência a serem nervosas e facilmente irritáveis. As pessoas com predominância Pitta devem evitar alimentos salgados e picantes, para não aumentar o fogo digestivo. Em caso de desarmonia de Pitta, o sintoma inicial é a febre e as infecções. Kapha significa a força que gera e possui a qualidade da "água" (e terra). Kapha não é o "muco" mas a força que, quando em excesso, produz "muco". Kapha é o dosha formado pelos elementos água e terra. Suas características são úmido, pesado e frio. As pessoas com predominância Kapha costumam ser grandes e pesadas, podendo facilmente tender à obesidade. Devem evitar alimentos úmidos, frios e pesados, como massas e arroz. Em caso de desequilíbrio, este costuma manifestar-se como excesso de muco e problemas respiratórios. Cada um de nós é resultante da combinação destes 3 Doshas. Ao tempo da concepção, a Natureza decide a permutação - combinação de Doshas, dentro de cada um de nós. Isto é que faz de cada um de nós, um ser único.

Doshas têm:

• traços físicos que se traduzem na descrição física da pessoa, por exemplo, altura, compleição, olhos, etc.;
• traços mentais e comportamentais que se traduzem na espécie de pessoa que nós somos, como dormimos, sonhamos e pensamos; como reagimos a situações externas, nossas forças e fragilidades emocionais, nossa atitude com relação a dinheiro - se somos gastadores, avarentos ou administradores de dinheiro;
• traços intelectuais que traduzem se somos pensadores e sonhadores, designers e planejadores ou pessoas silenciosas que trabalham com afinco e trabalhadores sólidos ;
• doenças e traços que são responsáveis pelo fato de diferentes espécies de clima, alimento, meio-ambiente serem benéficos ou danosos a nós.
Tudo isto a Mãe natureza decide na hora de nossa concepção e durante o período que passamos no útero materno. Assim, é importante compreender nossa constituição de forma a tornar-nos consciente de nossas forças e nossa predisposição interna para certas doenças e padrões negativos de procedimento. Este é nosso
" Prakriti" - nossa Natureza.

Os Doshas podem ser controlados através dos 6 sabores - salgado, picante, adstringente, amargo, doce e azedo. Estes sabores podem agravar e pacificar diferentes Doshas. Com este conhecimento nós estamos capacitados a prevenir doenças, curar a nós mesmos e compreender melhor nossas relações interpessoais.

 
Qual seu Dosha dominante?
Ao preencher os 3 questionários abaixo, você terá a oportunidade de se auto conhecer um pouco mais, ao identificar qual o seu biótipo (ou dosha) predominante. Para preencher aos questionários, com o máximo de sinceridade, atribua valores conforme quadro abaixo:

Não se aplica a mim - 0 pontos

Aplica-se algumas vezes a mim - 1 ponto
Aplica-se quase sempre a mim - 2 pontos
 
DOSHA: VATA - MENTAL - ELEMENTO AR
Pele seca e fria com tendência a rachaduras nos lábios e nos pés. Cabelos crespos e secos, região ao redor dos olhos escura (olheiras), assim como expressão melancólica. Bastante mental, dificuldade para ficar aterrado.
 

Declarações
1. Sou mais friorento que a maioria das pessoas.
2. Tenho frequentemente dificuldade para dormir ou ter uma boa noite de sono.
3. Minha pele tende a ser muito seca, especialmente no inverno.
4. Meus movimentos são rápidos e ativos. Minha energia tende a se manifestar em surtos.
5. Tenho tendência a ter sono e hábitos alimentares irregulares.
6. Tenho tendência a ter gases e prisão de ventre.
7. Sou magro - não engordo com facilidade.
8. Tenho tendência a ter mãos e pés frios.
9. Executo rapidamente as atividades.
10. Não sou bom em memorizar as coisas e depois lembrá-las mais tarde.
11. Sou animado e vivo por natureza.
12. Sempre aprendi coisas novas com muita facilidade.
13. Meu andar característico é leve e rápido.
14. Costumo ter dificuldade para tomar decisões.
15. Fico ansioso ou preocupado com frequência.
16. Falo rápido e meus amigos acham que eu falo muito.
17. Minha disposição de ânimo muda com facilidade e sou um tanto quanto emotivo por natureza.
18. Minha mente é muito ativa, às vezes inquieta, mas também muito imaginativa.
19. Fico facilmente agitado.
20. Aprendo rápido, mas também esqueço rápido.
Total contagem de pontos VATA:
 
DOSHA PITTA - AÇÃO - ELEMENTO FOGO
Pele sensível e irritável, avermelhada e com poros abertos, possui predisposição a acne, feridas e reações alérgicas. Metabolismo rápido e atitudes passionais.
 

Declarações
1. Sinto um mal estar ou fico facilmente fatigado no calor - mais do que outras pessoas.
2. Transpiro com facilidade.
3. Costumo ser extremamente organizado nas minhas atividades.
4. Dificilmente Sinto frio.
5. Meu cabelo tem uma ou mais das seguintes características: tendência a ficar grisalho ou calvo cedo; fino e liso; louro, ruivo ou cor de areia.
6. Tenho muito apetite.
7. Meu intestino é bastante regular: é mais fácil ter diarréia do que prisão de ventre.
8. Não me sinto bem quando pulo uma refeição, ou se o almoço ou o jantar atrasam.
9. Me considero muito eficiente.
10. Tenho a mente decidida e resoluta, e sou um tanto quanto enérgico.
11. Embora nem sempre o demonstre, fico irritado e zangado com bastante facilidade.
12. Muitas pessoas me consideram teimoso.
13. Fico impaciente com muita facilidade.
14. Tenho tendência a ser perfeccionista com relação aos detalhes.
15. Fico zangado com muita facilidade, mas depois esqueço rapidamente.
16. Não tolero alimentos muito quentes e picantes.
17. Não tolero as desavenças tanto quanto deveria.
18. Aprecio os desafios, e quando quero alguma coisa sou muito determinado.
19. Gosto muito de alimentos frios, como sorvete e também bebidas geladas.
20. Tenho tendência de criticar tanto os outros quanto a mim mesmo.
Total contagem de pontos PITTA:
 
DOSHA KAPHA - EMOÇÃO - ELEMENTOS TERRA E ÁGUA
Pele oleosa, porosa, fresca e muito sensível ao sol. Cabelo oleoso e espesso. Olhos lacrimejantes. Tende a acumular água e ter inchaços. Unhas e lábios grossos e frios. Metabolismo lento.
 

Declarações
1. Não gosto quando o tempo fica frio e úmido.
2. Engordo com mais facilidade do que a maioria das pessoas.
3. Tenho tendência a engordar - acumulo gordura com facilidade.
4. Meu cabelo é grosso, escuro e ondulado.
5. Minha pele é macia, suave e um tanto pálida.
6. Minha constituição física é grande e sólida.
7. Preciso dormir pelo menos oito horas para me sentir bem no dia seguinte.
8. Tenho tendência a ter excesso de muco ou secreção, congestão crônica, asma ou sinusite.
9. Minha tendência natural é fazer as coisas de uma maneira lenta e relaxada.
10. Minha disposição é serena e tranquila - não fico agitado com facilidade.
11. Sou capaz de pular refeições sem nenhum mal-estar significativo.
12. Sou calmo por natureza e dificilmente fico zangado.
13. Tenho um sono muito profundo.
14. Não aprendo tão rapidamente quanto algumas pessoas, mas retenho bem as informações e tenho uma boa memória.
15. As seguintes palavras me descrevem bem: sereno, meigo, carinhoso e magnânimo.
16. Minha digestão é lenta, o que me faz sentir pesado depois das refeições.
17. Tenho muito vigor e resistência física, bem como um nível de energia estável.
18. Meu andar é de um modo geral lento e cadenciado.
19. Tenho tendência a dormir demais a ficar zonzo ao acordar e sou geralmente lento para fazer as coisas pela manhã.
20. Como devagar e minhas ações são lentas e metódicas.
Total contagem de pontos KAPHA:

O dosha que apresentar maior pontuação será o seu biótipo dominante, na atual fase de sua vida. O interessante desta avaliação é que você AGE segundo o dosha dominante, porém, o dosha que lhe resultou com menor pontuação é o que lhe NORTEIA. Ou seja, é o que sinaliza as suas principais metas.

 
Conceição Trucom
Fonte - http://www.docelimao.com.br/site/component/content/article/22-exercicios-cerebrais/358-biotipos-ou-doshas-da-medicina-ayurvedica-.html

sexta-feira, 23 de março de 2012

OS QUATROS ELEMENTAIS




                                                   OS  ELEMENTAIS

Elementais, uma palavra derivada de elemento, nome dado pelos antigos à terra, ar, água e fogo, que formam os quatro elementos da vida, portanto, elementais é o adjetivo colocado a todos os seres que individualmente são responsáveis pelo elemento.
 Por interferência Divina, em beneficio de todos os seres de Luz que trabalham de forma a unificar os universos em nome do Amor Divino; O Criador concedeu a três Reinos, paralelamente, a oportunidade de evolução.
Estes três Reinos são: Elemental, Angélico e Humano.
Elementais são os dinamizadores das energias das formas na Natureza. Integram-se aos Elementos: Terra, Água, Fogo e Ar, da seguinte forma:  

         Terra: Gnomos, Duendes, Fadas, Elfos.
         Água: Ondinas, Sereias e Ninfas.
         Fogo: Salamandras.
         Ar: Silfos e Hamadríades. 

 GNOMOS (Elementais da TERRA)

Esta denominação genérica abrange diversos seres desse plano elemental no reino das fadas.
Não deve ser confundida com a concepção geral de gnomo que aparece em alguns livros, a qual representa apenas uma modalidade deles.
Suas formas variam, mas em geral apresentam consistência e aparência "terrosas". Não são capazes de voar e o fogo os queima.
Crescem e envelhecem da mesma maneira que o homem.
Diversos entes se agrupam nesta categoria e seu nível de consciência varia. São responsáveis pela manutenção da estrutura física da Terra.
Ajudam-nos a perceber as cores, a sentir as energias da Terra e ensinam a utilização das forças ocultas.
Os gnomos são essenciais ao desenvolvimento de plantas, flores e árvores.
Fornecer o colorido para as plantas, criar minerais e cristais e conservar o planeta Terra propício ao crescimento e evolução constituem algumas de suas tarefas.
São dotados de grande destreza.
Os gnomos são os guardiões dos tesouros da Terra e, quando entramos em sintonia com eles, podem nos auxiliar a localizar riquezas subterrâneas e outros tipos de tesouros onde quer que estejam.
Estes tesouros podem ser uma fonte energética oculta de um cristal ou mesmo o próprio ouro alquímico interior.Operam com o homem por meio da natureza.
 Conferem a cada pedra a sua própria individualidade e energia característica.
É por esse motivo que cada tipo de árvore, rocha ou flor possui algo diferente a nos ensinar.
Os gnomos também trabalham para preservar o corpo físico do homem, sua composição, assimilação de minerais, etc. Sem o seu auxílio não seríamos capazes de funcionar adequadamente no plano físico.
Um elemental da terra é designado para nos acompanhar ao longo de nossa vida - desde o nascimento - com o intuito de nos auxiliar a conservar o aparelho físico.
É graças a essa conexão íntima que eles evoluem e adquirem alma. Nossos atos os influenciam e afetam grandemente.
Ao abusar de nossos corpos, automaticamente abusamos do elemental que é responsável por ele.
Este elemental que nos auxiliar a desenvolver a percepção por meio dos sentidos físicos com consciência e confiabilidade é que nos ensina a cautela e prudência.
Uma conexão enfraquecida com o nosso gnomo pessoal e elementais da terra em geral nos tornam um pouco "lunáticos" e com tendência a desconsiderar os pré-requisitos básicos da sobrevivência.
Provavelmente nos sentiremos deslocados e à deriva num universo fantasioso.
Quase sempre se manifesta forte tendência a negligenciar os cuidados com o corpo físico e a andar sem olhar para onde vamos.
Todas essas características indicam que precisamos nos aproximar mais de nosso gnomo pessoal.
Já a ligação excessiva com os elementais e espíritos da terra acarretam uma visão tacanha do mundo.
Tornamo-nos excessivamente práticos, cépticos e cínicos. Sua energia pode nos transformar em pessoas demasiado cautelosas e conservadoras, desconfiadas e sem imaginação.
A sintonia equilibrada com o gnomo pessoal e suas energias nos faz desenvolver autodeterminação e estima.
Ao permitir sua influência, tornamo-nos espontaneamente prestativos e humildes.
A maneira mais fácil de controlar e direcionar os gnomos são por meio de uma generosidade espontânea.
   
SILFOS (Elementais do AR)
Os silfos são, dentre os elementais, os que mais se aproximam da concepção que geralmente fazemos dos anjos e fadas, e freqüentemente trabalham lado a lado com esses mesmos anjos.
Eles correspondem à força criadora do ar. A mais suave das brisas, assim como o mais violento dos furacões são resultados de seu trabalho.O ar é a fonte de toda energia vital.
Tem recebido nomes variados em diversas partes do globo como prana, chi, ki etc., mas é sempre essencial à vida.
Podemos passar sem comida ou água por períodos mais ou menos longos, entretanto é impossível viver sem ar por um período prolongado de tempo, pois respirar é necessidade básica à manutenção da existência.
Nem todos os silfos trabalham e vivem obrigatoriamente na atmosfera.
Muitos possuem elevada inteligência e trabalham para criar o ar e correntes atmosféricas adequadas à vida na Terra.
Quando respiramos profundamente e sentimos um doce frescor no ar, estamos nos familiarizando com o fruto do trabalho deles.
Vários silfos desempenham funções específicas ligadas à atividade humana. Alguns trabalham para aliviar a dor e o sofrimento.
Outros para estimular a inspiração e criatividade. Uma de suas tarefas mais específicas consiste em prestar auxilio as almas de crianças que acabam de fazer a transição.
Também atuam temporariamente como anjos da guarda até estarmos mais receptivos e preparados.
Um silfo é designado para acompanhar cada ser humano ao longo de sua existência.
Este silfo nos ajuda a conservar e desenvolver o corpo e aperfeiçoar os processos mentais.
Assim, nossos pensamentos, bons ou maus, afetam-nos intensamente. Eles encorajam a assimilação de novos conhecimentos e fomentam a inspiração.
Trabalham para purificar e elevar nossos pensamentos e inteligência, e também nos auxiliam a equilibrar o uso conjunto das faculdades racionais e intuitivas.
No plano físico, nosso silfo pessoal trabalha para que assimilemos melhor o oxigênio presente no ar que respiramos, bem como para manter adequadamente todas as outras funções que o ar desempenha no corpo e no meio ambiente.
A exposição à poluição, fumaça, etc. afeta a aparência do silfo e compromete severamente a eficiência de seu trabalho no âmbito de nossas vidas.
Eles freqüentemente se apresentam sob forma humana, mas são assexuados e chegam a inspirar este tipo de comportamento em alguns seres humanos.
 Tenho observado que as pessoas nas quais predomina a atividade dos silfos geralmente não colocam a sexualidade no topo de sua lista de prioridades, e freqüentemente não conseguem compreender por que isso ocorre com tanta gente.
Embora pareça indicar uma certa ruptura com o plano sentimental (elementais da água), devemos ser bastante cautelosos ao fazer tais presunções.
O que acontece é que os silfos direcionam este ímpeto sexual e criativo para outros canais de expressão, a saber, o próprio trabalho.
Contudo, é preciso muito cuidado para não incorrer em extremos; afinal, nenhum de nós pode prescindir de um equilíbrio entre os quatro elementos.
Uma conexão muito forte com os espíritos e elementais do ar tornam nossa mente tão ativa que ela passa a requerer constante controle e direção.
Pode gerar excesso de curiosidade e intrometimento, paralisar a vontade em virtude da exagerada análise mental e hiperestimular o sistema nervoso, fazendo com que necessitemos de freqüentes mudanças.
Além disso, pode ocasionar diversas formas de excentricidade, ou ainda induzir a um fanatismo acompanhado de falta de emoção e de sensibilidade.
Também costuma gerar um desprendimento em relação ao que é físico e total desinteresse pelas atividades terrenas.
Já a falta de afinidade com os seres deste reino, incluindo o nosso silfo pessoa, pode distorcer nossa capacidade de percepção a ponto de eliminar o bom senso.
É possível que fiquemos tão envolvidos com atividades e emoções que não sobre tempo para refletir sobre a própria vida.
A tremenda falta de visão perspectiva que resulta disso pode debilitar gravemente o sistema nervoso e, sob essas condições, a curiosidade e imaginação tornam-se escassas ou mesmo inexistentes.
Os silfos provocam inspiração e afetam as faculdades mentais.
A conexão com nosso silfo pessoa facilita a assimilação de novos conhecimentos, pois ele trabalha conosco para expandir a sabedoria.
Também são úteis na proteção do lar e propriedades em geral, porque suas abundante energia confunde as mentes de possíveis intrusos, preocupando-os e fazendo com que pensem duas vezes antes de invadir o espaço alheio.
A sintonia com o silfo pessoal confere acesso ao reino dos arquétipos. Ajuda a coordenar e verbalizar nossas percepções. Estimula a liberdade, o equilíbrio mental e uma saudável curiosidade.
A maneira mais eficaz de controlar nosso silfo pessoal é por meio da constância. Uma abordagem consistente e determinada da vida é indubitavelmente a melhor de todas, pois só ela assegura o pleno cumprimento de nossas resoluções.
   
Salamandra ( Elementais do Fogo )
As salamandras se encontram por toda parte. Nenhum fogo é aceso sem o seu auxílio.
Sua atividade é intensa no subsolo e no interior do organismo e da mente.São responsáveis pela iluminação, pelo calor, pelas explosões e pelo funcionamento dos vulcões.
Não se devem confundi-las com os homônimos anfíbios, tipo lagartos do plano físico.
Foram os movimentos serpenteantes desses elementais no interior das labaredas de fogo, semelhantes aos movimentos sinuosos das caudas dos lagartos e lagartixas, que lhes valeram esse curioso nome.
Porém, essa é a única relação entre eles e o animal.
As salamandras despertam poderosas correntes emocionais no homem. Alimentam os fogos do idealismo espiritual e da percepção.
Sua energia auxiliar a demolição do que é velho e a edificação do novo. Isto porque o fogo tanto pode ser destrutivo quanto criativo em suas formas de expressão.
Os elementais do fogo trabalham com o homem e com o mundo por intermédio do calor, do fogo e das chamas, quer se trate da chama de uma vela, das chamas etéreas ou da própria luz solar.
São incrivelmente eficientes nos trabalhos de cura, pois ajudam a desintoxicar o organismo, sobretudo nas situações críticas.
Mas devem ser empregadas com muita cautela, pois suas energias radiantes são dificílimas de controlar. De modo geral, encontram-se sempre presentes quando a cura está para se manifestar.
Os elementais do fogo colaboram imensamente para a preservação de nosso corpo espiritual.
A energia irradiada pelas salamandras ao nosso corpo espiritual perpassa todos os planos até atingir o corpo físico.
Elas intensificam a espiritualidade elevada, a fé e o entusiasmo. Colorem nossa percepção e ampliam o discernimento espiritual para que ele sobrepuje o psiquismo inferior.
Uma salamandra foi designada para acompanhar cada um de nós ao longo dessa existência.
Ela contribui para o bom funcionamento do corpo físico, a manutenção da temperatura corporal adequada, estimula o metabolismo orgânico para a continuidade da boa saúde e auxiliar a circulação.
O metabolismo lento é indício de uma atividade relaxada das salamandras.
Já o metabolismo acelerado pressupõe uma atividade exacerbada dos seres e espíritos do fogo.
Uma boa conexão e relacionamento com nossa salamandra pessoal estimulam a vitalidade e a franqueza.
Elas nos ajudam a desenvolver vontade própria e firmeza, além de impulsionar fortes correntes espirituais positivas e bem-determinadas. Fomentam o sentido de auto-estima, mantêm as aspirações em alta e nos impulsionam a uma atuação marcante no cenário da vida.
A fraca ligação com nosso elemental pessoal e demais espíritos do fogo configura-se como falta de ânimo, esmorecimento em relação à vida, falta de fé e crescente senso de pessimismo.
Por outro lado, a proximidade demasiado intensa com estes elementais e outros do reino pode acarretar falta de autocontrole e de sensibilidade.
Haverá tendência à inquietude e a um excesso de atividade que pode levar a um desgaste do ser.
A falta de paciência também é reflexo da influência excessiva desse elemento.
De todos os elementais, as salamandras são os mais difíceis de compreender e aqueles com os quais a harmonização é mais complexa.
A melhor forma de controlá-los é agir serenamente.
Podemos controlar nosso fogo interior por meio da calma e de uma postura tranqüila e satisfeita em relação à vida.
Em outros termos, significa aceitar a existência como ela é, aqui e agora.
Além de serem agentes primordiais da natureza, as salamandras adoram a música e sentem-se fortemente atraídas por ela, sobretudo quando está sendo composta.
Suas energias são vibrantes.
Controlá-las e direcioná-las de modo a produzir resultados positivos requer tamanha habilidade.
Recomenda-se a todo compositor, poeta ou qualquer um que exerça atividade criativa, que procure cultivar uma melhor sintonia com as salamandras.
Nossas salamandras pessoais nos auxiliam a compreender os mistérios do fogo.
Ajudam a despertar os níveis mais elevados de nossa espiritualidade e a elevar o patamar de nossas aspirações.
De forma geral, estimulam e fortalecem o campo áurico a tal ponto que facilitam o reconhecimento das forças espirituais atuantes em nossas vidas e o contato com elas.
   
Ondinas - (Elementais da água)
Esta classificação aplica-se a todos os seres associados ao elemento água e à sua força.Estão presentes nos lugares onde há uma fonte natural de água.
A atividade das ondinas se manifesta em todas as águas do planeta, quer provenham de chuvas, rios, mares, oceanos, etc. Da mesma forma que os gnomos, estão sujeitas à mortalidade, mas sua longevidade e resistência são bem maiores.
A água é a fonte da vida e estes seres são essenciais para nos auxiliar a encontrar a nascente interior. Despertam em nós os dons da empatia, da cura e da purificação.
Muitas lendas sobre sereias, damas dos lagos e demais espíritos aquáticos sobreviveram até os nossos dias.
Na realidade, trata-se de uma categoria mais evoluída de fadas que operam no interior do elemento, já que a natureza das ondinas é bem mais primária e menos desenvolvida.
Os espíritos da água aparecem com maior freqüência sob forma feminina, mas formas masculinas como os tritões também estão presentes entre os espíritos mais evoluídos do elemento.
As ondinas colaboram para a manutenção de nossos corpos astrais.
Despertam e estimulam a natureza emotiva.
Realçam nossas intuições psíquicas e respostas emocionais.
As energias da criação e do nascimento, assim como a premonição e imaginação criativa, pertencem a seu domínio.
Também nos ajudam a absorver, digerir e assimilar as experiências da vida para que façamos pleno uso delas.
Além disso, é graças a elas que sentimos o profundo êxtase presente nos atos vitais criativos, seja de natureza sexual, artística ou até no cumprimento dos deveres com o toque emocional adequado.
As ondinas freqüentemente fazem sentir sua presença no plano onírico. Sonhos em ambientes aquáticos ou que transbordam sensualidade espelham a sua atividade permitindo um aumento da criatividade em nossas vidas.
O trabalho com elas nos ajuda a controlar e direcionar a atividade onírica, bem como a fortalecer o corpo astral, possibilitando vivências mais nítidas e conscientes durante viagens aos planos astrais.
Uma ondina em particular nos acompanha ao longo de toda a vida.
A sintonia com ela possibilita o contato com outros seres de seu elemento. Esse nosso elemental pessoal da água desempenha funções importantes no tocante à circulação dos fluidos corporais, tais como o sangue e a linfa.
As enfermidades sangüíneas contaminam as ondinas, e atam-nas, contra sua vontade, ao carma e aos efeitos indesejáveis da enfermidade.
Sempre que abusamos de nossos corpos, abusamos também das ondinas, pois, uma vez designadas para acompanhar um ser humano, são obrigadas a sentir esses efeitos negativos, inclusive porque dependem de nós para o seu crescimento e só evoluem à medida que também o fazemos.
A conexão insatisfatória com nossa ondina pessoal e demais seres do reino das águas gera distúrbios psicológicos, emocionais e até psíquicos.
A compaixão faz-se ausente. Deixamos de confiar em nossa intuição e desenvolvemos um medo desenfreado da dor. Pode não acarretar a total perda da sensibilidade, mas no fará parecer frios aos olhos alheios.
A falta de simpatia, de empatia e de amor à vida invariavelmente refletem falta de entrosamento com as ondinas e demais espíritos desse elemento, os quais dirigem nossa atividade emocional.
A ruptura com esse equilíbrio harmônico aumenta a presença de toxinas no organismo, pois o elemento água já não flui livremente para desempenhar sua função purificadora.
Por outro lado, uma ligação exagerada com tais elementais pode nos afogar emocionalmente, tornando-nos contraditórios nos sentimentos.
A retenção de água no organismo é um bom indício físico de que isto está acontecendo.
Quando tal ocorre, passamos a maior parte do tempo concentrados em nossos pensamentos.
A imaginação torna-se pronunciadíssima e evidencia-se nas ações uma tendência ao extremismo.
O excesso do elemento água nos torna compulsivamente passionais, além de gerar exagerada sensualidade, medo e isolamento.
Passamos a dedicar grande parte do tempo a anseios e delírios emocionais, em detrimento de ações concretas.
Disso resulta uma acentuada sensação de vulnerabilidade.
Por intermédio de nossa ondina pessoal, entramos em contato com os sentimentos e emoções mais profundas do nosso ser e despertamos para a unicidade da criação.
Elas nutrem nossa capacidade de sustento e suprimento, e descortinam diante de nós um vasto oceano emocional onde podemos encontrar compaixão curativa e intuição.
Em razão de sua natureza fluídica, a melhor maneira de controlar as ondinas é por meio da firmeza.

NO STRESS




Às vezes, nos sentimos estressados ou até mesmo deprimidos com sua vida. As coisas podem correr mal ou simplesmente não correr como o esperado. Embora possa haver outras causas para este tipo de situação, penso que um dos principais motivos disso ocorrer são as expectativas não-realistas.
Elas podem vir de nós mesmos ou de outras pessoas, expectativas não-realistas fazem com que nossa mente suba e desça como numa montanha russa. Quando nós obtemos sucesso, nos sentimos muito felizes e entusiasmados. Mas quando não, vamos nos sentir muito decepcionados. Assim, nossa condição psíquica vai para cima e para baixo.
Nós precisamos evitar isso. Aqui estão algumas dicas sobre como fazê-lo de modo que você pode reduzir o stress e ser mais feliz na vida:
 
1. Concentre-se nas ações e não nos resultados
Concentrar-se em resultados é uma maneira de experimentar os altos e baixos emocionais. Pior ainda, não há muito que se possa fazer sobre isso, já que você não pode controlar os resultados. Então, você deverá centrar-se em algo que você pode controlar e esse algo, é certamente a sua ação.
Em vez de se preocupar tanto com resultados, gaste seu tempo pensando sobre o que fazer e como fazê-lo. O papel dos resultados é lhe dar feedback para refinar as suas ações, mas não mais do que isso.
 
2. Divirta-se! Não leve as coisas muito a sério
Nós sempre levamos as coisas muito a sério, a ponto de ficar obcecados com elas. Em vez disso, faça tudo o que você acha divertido. Divertindo-se, você vai certamente se estressar menos, e seu dia-a-dia vai ser mais agradável. Uma maneira de fazer isso é ver as coisas como jogos; Algo que é divertido fazer – apesar de alguns ganhos e perdas. Outra maneira de fazer isso é procurando prazeres escondidos em tudo o que fazemos.
 
3. Não se compare com outras pessoas
Um estudo revelou que nos importamos mais sobre quanto dinheiro temos em relação aos outros do que sobre quanto nós temos. Isso mostra a nossa tendência para comparar-nos com os outros.
Mas, semelhante ao primeiro caso, você deve olhar para outros apenas para receber comentários sobre a forma de fazer as coisas melhor. Além disso, comparar-se com os outros, vai ocasionar duas coisas:
1.Deixar você pra baixo, se você está pior do que eles.
2.Impulsionar o seu ego, se você está melhor do que eles. Mas isto só fará o próximo fracasso mais doloroso.
Assim, aprenda alguma coisa com os outros, defina as metas, e refina suas ações.
 
4. Concentre-se em ser o que você ama, em vez de tentar ser amado
Uma razão pela qual nos sentimos sublinhado é que estamos muito preocupantes sobre o que os outros dizem sobre nós. Estamos ocupados demais tentando satisfazer as expectativas do povo que possamos acabar vivendo a vida de alguém. Não se concentrar em ser amado; A vida é muito curta para ser gasto vivendo a vida de alguém. Em vez disso, concentre – se a ser o que você ama. Cultivar as suas paixões e fazer aquilo que realmente importa para você.
 
5. Cultive uma mentalidade abundante
Uma mente escassa diz a você que há muito poucos recursos disponíveis. Isso faz com que você veja o sucesso dos outros como uma perda pra você. Ter esta mentalidade fará você se estressar muito mais, especialmente quando seus pares tornarem-se mais bem sucedidos do que você. Portanto, cultive uma mentalidade abundante. Saiba que há recursos suficientes para todos; e a vitória dos outros não significa seu fracasso.
 
6. Torne-se amigo do fracasso
O insucesso é normal na vida de uma pessoa bem sucedida. Na verdade, ele é um bom amigo das pessoas. Eu amo esta citação por Thomas J. Watson:
Quer que eu lhe dê uma fórmula para o sucesso? É muito simples, realmente. Dobre sua taxa de insucesso.
Quanto mais você falha, é mais provável que você será bem sucedido. Faça do fracasso seu amigo, e será muito mais fácil para você passar por cada uma delas. Ver as coisas como jogos é uma maneira de tornar-se confortável com o fracasso.
 
7. Olhe para trás, não apenas para frente
Ver quão distantes está de nossos objetivos pode deixar-nos pra baixo, em especial, se a nossa mente está sempre pensando neles. Portanto, é necessário que você também olhe para trás e veja o quanto você já andou. Que realizações têm alcançou? Quais são as suas histórias de sucesso? Relembrar tudo isso vai fazer com que você se sinta muito grato pela sua atual posição na vida.
 
8. Cultive o seu entusiasmo
Entusiasmo deixa você animado com a vida. Ele deixa você animado sobre onde você está agora, não importa quão difícil a situação possa parecer. Ele lhe dá energia para fazer sempre o seu melhor.

AS MULHERES E OS ARQUÉTIPOS DIVINOS

 

 

                         AS MULHERES E OS ARQUÉTIPOS DIVINOS

Você nasce do sexo feminino. Mas eis que um dia se descobre mulher. Que sofre, trabalha, ama, ri, cuida e é cuidada, namora, dá o fora, chora arrependida, é feliz. Você tem lança de guerreira, cai e levanta, às vezes demora a se aprumar, outras vezes é erguida pelas mãos de um anjo. Ou do tempo. E lava e passa e costura e cozinha e cria os filhos e foca na carreira e vai ao supermercado e pinta quadros e toma chope e puxa o decote pra baixo e levanta a moral. Exatamente como as suas amigas. Como muitas outras mulheres. Mas em essência, quem você é?
Que seiva corre nas suas veias? Independente de como os outros enxergam você, como você se vê? Há uma deusa e um significado, um modo de encarar a vida e uma essência nata dentro de cada uma de nós. E é ela que nos move, nos mantêm vivas, nos guia, dita nossas escolhas, nossa maneira de pensar, nossas ações. É ela que define de onde viemos e para onde vamos. E está em nós durante toda a caminhada.
Descobrir nossa essência é o primeiro passo. Aceitá-la, um ato inteligente. Aprender com ela, sabedoria pura. Aprimorá-la é para poucas.
Nos arquétipos a seguir, dou algumas pistas para você se inspecionar, investigar seu modo de agir, pensar e reagir.

DESCUBRA QUE DEUSA VOCÊ É

HERA,
a deusa do matrimônio - Um tipo tradicional de mulher, com foco no parceiro e não tanto em si mesma.

DEMÉTER,
a deusa da maternidade - Para ela, a procriação é o principal motivo da existência feminina.

PERSÉFONE,
a deusa menina-mulher - Atraente e sedutora, mais do que amar a um homem, este tipo ama o amor de um homem.

ATENA,
a deusa independente - Mulher da sabedoria e do ofício, é feliz consigo mesma e não quer casar.

ÁRTEMIS
, a deusa guerreira - Selvagem e livre, a mulher deste arquétipo busca constante superação de si mesma.

HÉSTIA,
a deusa sensitiva - Simboliza o aconchego dos lares, é uma mulher em busca da paz interior.

AFRODITE,
a deusa do amor e da beleza - Com magnetismo intenso, é a mais bela e governa múltiplas formas de amor e paixão.

MULHERES COM ARQUÉTIPO DE AFRODITE
As mulheres de natureza Afrodite são muito confiantes em relação às suas capacidades e, principalmente, no que tange a sua facilidade para atrair os homens que, geralmente, correm feito bobos atrás delas. Um ponto muito importante sobre este arquétipo feminino é o fato de não se submeter à autoridade masculina quando se casa ou em outras circunstâncias da vida e, justamente por isso, não renega o matrimônio como forma de impedir a dominação do homem, coisa que algumas deusas gregas chegam a fazer.
As carreiras de Afrodite sempre têm algo da sedução feminina: ícones da televisão e do cinema, modelos, estilistas, esteticistas, decoradoras e artesãs que dominam a criação da beleza são bons exemplos.
Os conselhos para as mulheres do tipo Afrodite envolvem o alerta quanto a uma postura frívola e promíscua diante do amor e do sexo (não à toa o nome "doença venérea" vem de Vênus, o nome romano para a deusa), assim como a necessidade de se policiarem para que a vaidade e o ciúme não dêem vazão a uma natureza arrogante e irascível.

MULHERES COM ARQUÉTIPO DE PERSÉFONE

O mito de Perséfone trata da criança dependente e inocente que vive em busca de proteção e tem medo de ser deflorada. Finalmente, quando descobre a sua sexualidade se torna capaz de amadurecer e dominar os segredos da mulher. Sua sensibilidade, contudo, abre seus olhos para que não se esqueça da sua mãe, cuide dela e feche o ciclo interrompido com o seu sequestro.
As mulheres de natureza Perséfone geralmente são escolhidas pelos homens (ao invés de escolherem), pois mais do que amarem a um homem, elas amam o amor de um homem. Como permanecem ligadas à mãe, podem seguir a mesma carreira e o mesmo estilo de vida que ela, fazendo de tudo para que o marido e os filhos sempre almocem em sua casa nos finais de semana. Já Deméter, sua mãe, torna-se a avó/sogra dominadora que assume os netos e se mete na vida do genro. Perséfone é feliz, pois se realiza na passagem para a vida adulta e entende que a vida só faz sentido quando seguimos o fluxo natural correspondente a cada idade específica.
A lição para as mulheres de natureza Perséfone é não evitar as transições entre as diferentes fases da vida, sob pena disto ocorrer de fora para dentro e de forma abrupta ou violenta. No fim, aquilo que se temia ou se queria evitar irá se mostrar fonte de sabedoria e profundamente prazeroso.

Fonte : Bolsa de Mulher

quinta-feira, 22 de março de 2012

CHÁS TERAPÊUTICOS


  CHÁS TERAPÊUTICOS

 
 
Os chás em geral, são conhecidos por possuirem efeitos calmantes. Por isso, são tão adotados por profissionais diversos que trabalham com o equilíbrio emocional e a qualidade de vida das pessoas. Mais que calmantes, os chás são saudáveis. Não agridem o estômago e podem, a partir de sua combinação, gerar efeitos específicos no sistema nervoso de quem os bebe.
Alecrim
Indicação:anemia, falta de apetite, gripe e indigestão.
Contra-indicação: não deve ser consumido por grávidas, pessoas com diabetes e pressão alta.
Modo de preparo: coloque em uma xícara (chá) vazia, 1 colher (chá) de ramos frescos ou secos de alecrim. Complete com água fervente, tampe e deixe abafado por 10 minutos. Coe, adoce com mel a gosto e tome 2 xícaras por dia.

Alfazema
Indicação: dor muscular, insônisa e dor de cabeça.
Modo de preparo: em uma panela coloque 3 colheres (sopa) de flores de alfazema com 1 litro de água. Leve ao fogo até ferver. Tampe e deixe descansar por 10 minutos. Coe e beba 1 xícara a cada 8 horas.

Boldo do Chile
Indicação: cólica menstrual e doenças do fígado.
Contra-indicação: não deve ser consumido por gestantes ou pessoas com hepatite aguda.
Modo de preparo:ferva 3 folhas frescas de boldo em 1 litro de água. Espere amornar, coe e beba 1 xícara a cada 6 horas.

Camomila
Indicação: cólica menstrual e tensão nervosa.
Contra-indicação: o consumo por longos períodos não é indicado para pessoas com rinite alérgica.
Modo de preparo: em uma xícara vazia coloque 1/2 colher (sopa) de flores e folhas secas de camomila. Despeje água fervente até completar a xícara. Tampe e deixe descansar por 15 minutos. Adoce com mel a gosto e tome até 3 xícaras (chá) por dia.

Canela
Indicação: problemas respiratórios, gripe e tosse.
Contra-indicação: não deve ser ingerido em grandes doses por grávidas ou por quem tem pressão alta. O contato com a pele também pode provocar alergia.
Modo de preparo: leve ao fogo, em uma panela, 1 xícara (chá) de água, 1 canela em pau e 1 rodela de limão. Desligue quando começar a borbulhar. Espere amornar, coe e beba uma xícara (chá) a cada 8 horas.

Carqueja
Indicação: problemas circulatórios e reumatismo.
Contra-indicação: gestantes e mulheres em fase de amamentação devem consultar um médico antes de consumir carqueja.
Modo de preparo:ferva 1 litro de água e despeje sobre 5 folhas secas de carqueja e 3 folhas frescas de eucalipto em uma panela. Tampe e deixe por 10 minutos. Espere amornar, coe e tome 3 xícaras (chá) por dia.

Cavalinha
Indicação: cistite e sintomas da menopausa.
Modo de preparo: em uma panela, coloque 1 colher (sopa) de talos secos de cavelinha picada e 1 litro de água. Leve ao fogo e deixe até começar a ferver. Desligue, tampe e deixe descansar por 15 minutos. Coe e beba 1 xícara (chá) a cada 8 horas.

Chapéu-de-couro
Indicação: intestino preso, gases, dores nas articulações e reumatismo.
Modo de preparo:ferva, em uma panela, 1 litro de água com 1 colher (sopa) de folhas secas de chapéu-de-couro. Espere amornar e tome 3 xícaras (chá) por dia.

Cravo-da-Índia
Indicação: dor de cabeça, gases, problemas gástricos e como estimulante do desejo sexual.
Contra-indicação: deve ser consumido em pequenas doses por grávidas, pois o consumo em doses elevadas pode causar contrações uterinas.
Modo de preparo:coloque, em uma panela, 5 cramos-da-índia e 1/2 litro de água. Ferva, tampe e deixe abafado até amornar. Coe e tome 1 xícara (chá) 2 vezes por dia.

Erva-cidreira
Indicação: melhora digestão e insônia.
Modo de preparo: em uma xícara (chá) vazia, coloque 1 colher (sopa) de folhas secas de erva-cidreira. Complete com água fervente, tampe e deixe descansar por 10 minutos. Coe, espere amornar e beba 1 xícara (chá) a cada 12 horas.

Erva-doce
Indicação: vômito e falta de apetite.
Contra-indicação: não deve ser consumida por pessoas que sofrem epilepsia.
Modo de preparo: ferva 1 litro de água com 1 colher (café) de sementes secas de erva-doce e 1 colher (café) de folhas frescas de hortelã. Tampe, deixe amornar e tome 2 xícaras (chá) por dia, sem adoçar.

Eucalipto
Indicação: gripes, tosse, febre e para minimizar sintomas de asma e bronquite.
Modo de preparo: em uma panela, coloque 2 colheres (sopa) de folhas secas de eucalipto com 1 litro de água e leve ao fogo até começar a ferver. Deixe amornar, coe e tome 1 xícara (chá) a cada 6 horas.

Gengibre
Indicação: melhora a digestão, cansaço e congestão nasal.
Contra-indicação: não deve ser consumido por pessoas que tenham problemas de coagulação sanguínea.
Modo de preparo: coloque, em uma panela vazia, 3 colhere (sopa) de gengibre fresco picado. Despeje 1 litro de água fervente por cima e tampe. Deixe abafado por 15 minutos e coe. Adoce com mel e beba 1 xícara (chá) a cada 8 horas.

Guaco
Indicação: tosse e gripe.
Contra-indicação: hemofílicos não devem consumir.
Modo de preparo: ferva 3 folhas frescas de guaco em 1 xícara (chá) de água. Desligue o fogo, acrescente 1/2 colher (sopa) de folhas secas de poejo, 1 colher (chá) de gengibre ralado, tampe e deixe descansar por 5 minutos. Coe, adoce com 2 colhers (sopa) de mel e tome.

Hortelã
Indicação: azia, catarro, enjoô e vômito.
Contra-indicação: não deve ser consumido por bebês e gestantes.
Modo de preparo: em uma panela, ferva 3 colheres (sopa) de folhas frescas de hortelã com 1 litro de água. Espere amornar, coe, adoce com mel e beba 1 xícara (chá) a cada 6 horas.

Losna
Indicação: doenças do fígado, febre e gases intestinais.
Contra-indicação: se consumida em grandes doses, pode causar convulsões e não deve ser ingerida por gestantes, crianças e pessoas com problemas de gastrite e epilepsia.
Modo de preparo: coloque 1 colher (chá) de folhas frescas de losna em uma panela vazia. Despeje 1 litro de água fervente, tampe e deixe abafado por 15 minutos. Espere amornar, coe e tome 1 xícara (chá) 3 vezes ao dia.

Louro
Indicação: falta de apatite, má digestão e reumatismo.
Contra-indicação: não é recomendado para grávidas.
Modo de preparo: leve para ferver, em uma panela, 2 folhas secas de louro com 1 xícara (chá) de água. Espere amornar, adoce com mel e beba 1 xícara (chá) a cada 10 horas.

Manjericão
Indicação: tensão nervosa, gases intestinais, dor de garganta e gastrite.
Modo de preparo: em uma xícara (chá) vazia, coloque 3 folhas frescas de manjericão. Complete com água ferrvente. Tampe e deixe abafado por 10 minutos. Coe e tome 1 xícara (chá) 3 vezes ao dia.

Menta
Indicação: dor de garganta, irritação no estômago e prisão de ventre.
Contra-indicação: o consumo excessivo de menta pode provocar náuseas.
Modo de preparo: ferva 1 xícara (chá) de água e despeje sobre 1 colher (chá) de folhas frescas de menta. Tampe e deixe abafado por 15 minutos. Coe e beba 1 xícara (chá) a cada 8 horas.

Mil-folhas
Indicação: gripes, resfriados e para eliminar catarro.
Contra-indicação: grávidas não devem consumir.
Modo de preparo: em uma xícara (chá) vazia, coloque 1/2 colher (chá) de folhas secas de mil-folhas. Complete com água fervente e deixe por 15 minutos. Coe e tome 1 xícara (chá) a cada 12 horas.

Poejo
Indicação: acidez estomacal e catarro.
Contra-indicação: em grandes quantidades ou em forma de óleo, o poejo pode ser toxico. Grávidas não devem consumir.
Modo de preparo: coloque, em uma panela vazia, 2 colheres (sopa) de folhas frescas de poejo. Despeje 1 litro de água fervente por cima, tampe e deixe descansar por 15 minutos. Espere amornar, coe e beba 1 xícara (chá) a cada 6 horas.

Quebra-pedra
Indicação: infecções urinárias e pedras nos rins.
Contra-indicação: gestantes não devem consumir.
Modo de preparo: despeje 1litros de água fervendo sobre 1 xícara (chá) de ramos de quebra-pedra. Tampe e deixe abafado por 15 minutos. Coe, espere esfriar e tome 1 xícara (chá) a cada 6 horas.

Sabugueiro
Indicação: amenizar catarro em excesso e incômodos causados pela bronquite.
Contra-indicação: não deve ser consumido por grávidas. O consumo desse chá em excesso também pode causar irritação gástrica e intestinal. Modo de preparo: em uma panela, coloque 2 xícara (chá) de água e 1 colher (sopa) de flores secas de sabugueiro. Leve ao fogo até começar a ferver. Espere amornar, coe e beba 2 xícara (chá) por dia.

Salsa
Indicação: gases, circulação e para aumentar o desejo sexual.
Contra-indicação: gestantes devem consumir com moderação. Pessoas com preblemas renais devem evitar o uso de salsa.
Modo de preparo: ferva, em uma panela, 2 colheres (sopa) de folhas frescas de salsa com 1 litro de água. Tampe e espere amornar. Coe e tome 3 xícara (chá) por dia.

Sálvia
Indicação: ansiedade, garganta irritada, mau hálito e problemas digestivos.
Contra-indicação: não é recomendado para grávidas e pessoas com epilepsia.
Modo de preparo: em uma panela vazia, coloque 1 colher (sopa) de folhas fresces de sálvia e 1/2 litro de água. Leve ao fogo e deixe até começar a ferver. Espere amornar, coe e beba 1 xícara (chá) a cada 8 horas.

Tanchagem
Indicação: inflamações na garganta e prisão de ventre.
Modo de preparo: despeje 1xícara (chá) de água fervente sobre 1 colher (chá) de folhas de tanchagem. Tampe e deixe descansar por 15 minutos. Espere amornar e coe. Faça gargarejos de 3 minutos, com intervalo de 30 minutos entre cada gargarejo.

Tomilho
Indicação: gripe, resfriado, cólicas, prisão de ventre e falta de apetite.
Modo de preparo: coloque, em uma xícara (chá) vazia, 1 colher (sopa) de ramos frescos de tomilho. Complete com água fervente, tampe e deixe descansar por 10 minutos. Coe e tome 1 xícara (chá) 3 vezes por dia.

PROSPERIDADE - SAIBA COMO ATRAIR ESSA ENERGIA.

 

 

 

Prosperidade: saiba como atrair essa energia

Mantra da prosperidade.
Repitam-no em silêncio, enquanto você estiver dando o dinheiro…

“A minha prosperidade prospera aos outros. A prosperidade deles me prospera.”

 

Você deseja um futuro mais próspero? Com pequenos gestos diários, você pode trazer a energia da prosperidade para a sua vida, de acordo com o Feng Shui, técnica chinesa de harmonização e equilíbrio de ambientes. Ao aplicar o ba-guá, diagrama que relaciona os oito cantos da casa com áreas de interesse na vida, a prosperidade fica no canto superior esquerdo, considerando a porta de entrada de sua casa (veja a ilustração). Acompanhe dicas que você pode seguir na sua residência e atitudes que pode adotar no cotidiano para atrair fartura, riqueza e abundância:
  • Cores - Púrpura e vermelho são as mais indicadas para atrair a energia da prosperidade e podem estar em esculturas, quadros, tapetes, cortinas, almofadas, móveis ou na parede. Além dessas cores você pode usar o verde, que representa o elemento madeira que é o regente do canto da prosperidade. Outras opções são o amarelo, o dourado e o prateado para lembrar riqueza. 
     
    Flores - A beleza e a energia das flores transmitem uma sensação de conforto, de paz e de abundância. Coloque muitas flores em belos arranjos em sua casa. Para a prosperidade as mais indicadas são as vermelhas ou as amarelas, como o
  • girassóis. 
     
  • Objetos - No canto da prosperidade é importante ter objetos que você realmente admira e trazem a sensação de valor e abundância. Um grande vaso com uma planta robusta e que cresça para cima é um bom símbolo de prosperidade. Esculturas de madeira, obras de arte com detalhes dourados, itens que representem fartura e segurança também são bem-vindos. 
     
  • Água - Imagens de cachoeira, fontes ou aquários são elementos que mantém o fluxo da energia da prosperidade. A água nutre o elemento madeira da prosperidade e também representa dinheiro. Por isso, um desses itens também pode ser usado para atrair mais riqueza para a sua vida. 
     
  • Quarto - Mesmo que esse não seja o canto da prosperidade da sua casa, é o ambiente onde passamos a maior parte do tempo. Por isso, decore-o com muito conforto nas almofadas e roupas de cama, com belos quadros ou fotos e lindas cortinas. Deixe esse ambiente realmente cheio de fartura e prosperidade para você. 
     
  • Mesa de Jantar - Um dos símbolos mais prósperos da casa é a mesa de jantar, que deve ser usada com freqüência e decorada com flores ou frutas. Um espelho bem posicionado para refletir a mesa também duplicará a energia da abundância. 
     
  • Gratidão - O primeiro passo é sentir gratidão. Agradeça pelo que você é e pelo que você possui. E não se esqueça de agradecer a todas as pessoas, familiares e mentores espirituais que te ajudaram a chegar até o momento presente. Se achar melhor, escreva seus agradecimentos em um caderno especial. 
     
  • Afirmações - As palavras faladas ou escritas têm muito poder. Por isso, devemos ter bons pensamentos e atitudes positivas. Você pode criar uma lista de desejos com afirmações escritas sempre em tempo presente como se o seu sonho já tivesse se tornado realidade. Por exemplo: “Atraio oportunidades prósperas para minha vida.” “Comprei meu apartamento no bairro que eu adoro!” “Tenho a carreira que amo e ganho muito dinheiro com o meu trabalho”. Faça esse exercício com concentração e escreva a sua lista com objetividade e riqueza de detalhes. Depois, leia em voz alta e visualize os seus desejos todos os dias.
Fonte : Revista Personare