Total de visualizações de página

Seguidores

sábado, 29 de dezembro de 2012

SIMPATIAS PARA O ANO NOVO

SIMPATIAS PARA O ANO NOVO.

As Simpatias são rituais místicos, feitos com o objetivo de afastar ou atrair algo. A sabedoria popular diz que quanto mais fé você tiver ao fazer uma simpatia, maior será o seu poder. Então, aproveite esta época do ano tão cheia de energia, de fechamento de um ciclo e início de outro, para fazer suas simpatias com muita fé e começar  ANO NOVO com o pé direito!

Para começar bem o Ano Novo
Banho para limpeza e purificação
No dia 30 de dezembro, tome um banho para limpar as energias negativas. Ferva um litro de água. Desligue o fogo e adicione à agua folhinhas de arruda, alecrim e manjericão. Tome seu banho normalmente e, no final, jogue o banho de limpeza do pescoço para baixo, mentalizando coisas positivas.

COMIDAS QUE DÃO SORTE
LENTILHAS: uma colher de sopa é suficiente para assegurar um ano inteiro de muita fatura à mesa. A origem desta superstição é italiana e foi trazida para o Brasil pelos imigrantes.
ROMÃS: para atrair dinheiro, coma sete partes, guardando as sementes na carteira.
BAGOS DE UVA: para os portugueses, comer 3, 7 ou a quantidade correspondente ao seu número de sorte garante prosperidade e fartura de alimentos. Para garantir também dinheiro, guarde as sementes na carteira ou na bolsa, até a troca do próximo Ano-Novo.
CARNE DE PORCO: deve ser o prato principal da ceia, servida à meia-noite. Como o porco fuça pra frente, garante armários cheios o ano todo. Evite o peru, que cisca para trás.
NOZES, AVELÃS, CASTANHAS E TÂMARAS: estas, trazidas para cá pelos imigrantes de origem árabe, são recomendadas para garantir fartura.
PARA DAR SORTE
CALCINHA OU CUECA NOVAS: Dão sorte no amor, porque deixam os mal-entendidos para trás. São recomendadas principalmente para quem está começando namoro, para garantir o futuro.
ROUPA BRANCA: é um hábito relativamente recente, trazido para o Brasil com a popularização das religiões africanas. O branco representa luz, pureza, bondade.

QUALQUER PEÇA AMARELA: pode ser uma peça íntima, um lenço, uma faixa ou um pequeno lacinho amarelo (que deve ficar sempre na sua bolsa). O amarelo representa o poder do ouro e, dizem, atrai dinheiro.

UMA NOTA DE DINHEIRO DENTRO DO SAPATO: os orientais dizem que a energia entra no nosso corpo pelos pés. Vai daí, o dinheiro no sapato atrai mais e mais riquezas.

LENÇÓIS NOVOS: a dica é especial para recém-casados. Dizem que os lençóis novos, na primeira noite de ano, deixam as possíveis ameaças do ano passado na máquina de lavar.
A MEIA NOITE ABRAÇOS E PULAR SÓ COM O PÉ DIREITO. Você estará atraindo boas coisas para a sua vida, pois, segundo a Bíblia, tudo que está à direita é bom.
JOGAR MOEDAS, da rua para dentro de casa (se você mora no térreo, por favor). Dizem que atrai riqueza para todos que moram no lugar.
DAR TRÊS PULINHOS, com uma taça de champanhe na mão, sem derramar uma gota. Depois, jogar todo o champanhe para trás, de uma vez só, sem olhar. Você deixa para trás tudo de ruim. E não se preocupe em molhar os outros: quem for atingido pelo champanhe terá sorte garantida o ano todo.
SUBIR NUM DEGRAU numa cadeira, enfim, em qualquer coisa num nível mais alto. Diz o folclore que isso dá impulso a sua vontade de subir na vida. Comece, é claro, com o pé direito.
FAZER BARULHO: é uma forma de afugentar os maus espíritos que os povos antigos praticavam. Vale apito, batucada, bater panelas, desde que seja exatamente à meia-noite. Dizem que não há mal que resista.
ACENDER VELAS NA PRAIA ou jogar rosas nos espelhos de água, em intenção de Iemanjá. A deusa africana protege seus fiéis, com saúde, amor e dinheiro o ano todo, dia o candomblé.
As portas e janelas das casas devem estar abertas, as luzes acesas. Ainda é de bom agouro ficar acordado.
Há ainda o belo costume de receber o Ano Novo com fogos de artifícios, sinos tocando e muita música, tudo à meia-noite. Enfim os desejos, pedidos, simpatias e sonhos sonhados.
PARA TER SAÚDE E DINHEIRO O ANO TODO
Para começar o ano “com o pé direito”, temos de estabelecer um elo entre nossa vontade e as altas forças cósmicas que governam o universo. Uma forma de ter paz o ano todo, conservar a saúde boa, aumentar o dinheiro e preservar a harmonia no lar é garantida pela simpatia das três rosas brancas.
Tomamos três rosas brancas, e as colocamos em um vaso branco ou de vidro transparente – que nunca tenha sido usado antes. Juntamos dentro dele seis moedas e uma cebolinha. Colocamos água e deixamos ficar assim durante sete dias.

Depois dos sete dias, trocamos a água, tiramos a cebolinha e também trocamos as rosas. Só deixamos ficar as moedas.
Essa prática deve ser feita de sete em sete dias, de preferência nas sextas-feiras, o ano todo. Quem assim agir terá paz, dinheiro, saúde e harmonia em seu lar.
PARA TER DINHEIRO POR UM ANO INTEIRO
Com dinheiro não se encontra a felicidade, mas, por outro lado, sem o dinheiro não podemos sobreviver e terminamos por encontrar a infelicidade. Às vezes passamos por situações difíceis que nos podem levar a ficar sem o vil metal. A saída de um emprego, o final de um negócio, uma doença em família, são fatos que empobrecem aqueles que já não têm muito.
Para ter dinheiro o ano inteiro você pode fazer a chamada Simpatia dos Pequenos Animais. Pegue 21 moedas de pequeno valor. Procure no mato um formigueiro ativo, ou seja, um formigueiro que tenha formigas indo e vindo. Descubra de onde as formigas estão tirando as coisas que levam para o formigueiro. A partir deste ponto coloque as 21 moedas até a entrada do formigueiro.

SIMPATIAS PARA FAZER NA PASSAGEM DO ANO
Use, durante a passagem de ano, uma peça de roupa cor-de-rosa, uma outra azul e, ainda uma amarela.
Coloque dentro da meia, no pé direito, uma nota do maior valor que você puder.

Quando der meia-noite, sente-se numa cadeira e levante o pé direito. Permaneça com o pé levantado, e, com o esquerdo bata três vezes no chão. Desça em seguida, o pé direito.
Coma, depois, trinta e um grãos de uma mesma espiga de milho verde, oferecendo cada um deles para cada dia do mês. Assim, durante todo o ano, não lhe faltará o pão de cada dia.
TENHA FARTURA DURANTE O ANO INTEIRO
Para fazer essa simpatia é necessário que você planeje tudo anteriormente.
Na hora da passagem do ano, deve estar fora de casa, comemorando em outro lugar, com amigos ou parentes.

Antes de sair, por volta das vinte e duas horas, arrume a mesa da casa para uma ceia com tudo que vamos pedir-lhe, mas não esqueça de forrá-la com uma toalha branca bem limpa.
Coloque sobre a mesa sete tigelinhas. Atenção no número, pois este deve ser sempre ímpar. Cada uma das tigelinhas deve conter, respectivamente, sal, açúcar, lentilha cozida, feijão branco cozido, pipoca, balas, doces variados e farinha de trigo. Coloque também sobre a mesa três copos de um suco qualquer, adoçado. Verifique se está tudo correto e saia de casa em seguida.
Quando voltar, depois da meia-noite, apanhe um punhadinho de cada tigelinha, colocando todos num saquinho qualquer. Pegue, também, os três copos de suco, que podem ser copos de papel.
No dia seguinte, bem cedo, leve tudo para um jardim muito bonito e deixe lá. O que sobrou nas tigelinhas, você usa normalmente para fazer comida.
No último dia do ano, à meia-noite, quem tiver coragem de ir a uma encruzilhada e chamar um Exu, entregando-lhe treze moedinhas, simultaneamente, ao acender uma maço de velas vermelhas e outro de velas pretas, ganhará muito dinheiro em negócios o ano inteiro.
O popular São Benedito é facilmente encontrado em muitos lares, sobretudo na zona rural; e em forma de quadro ou imagem é sempre posto nos dormitórios ou na cozinha, pois é hábito colocar moedas numa pequena cumbuca situada aos pés do santo.
Às véspera do Ano Novo, esse dinheiro coletado é recolhido para ser dado a um asilo, ou a uma igreja ou ainda para se comprar algo para os pobres. Segundo a crença popular, este ato dá sorte a quem colaborar e traz saúde para a família dona do quadro ou da imagem do padroeiro das cozinheiras e dos escravos.
OS CUIDADOS COM A CASA
A dona de casa deverá limpar a casa, varrendo-a de trás para frente, deixar o lixo fora segundo alguns; outros, mandam jogar no mar (poluindo a santa natureza). As vassouras devem ser queimadas e as cinzas enterradas. Nada quebrado deve ser deixado na casa (jarros de planta, garrafas, copos, pratos e espelhos). Lavar os batentes da casa com sal grosso e água, ou água do mar. Borrifar a casa com água-benta nos quatro cantos. O bom mesmo é pintar toda a casa, colocar lâmpadas novas (não deixar lâmpadas queimadas). Verificar se os sapatos estão desemborcados e se as roupas não estão pelo avesso. E as flores da casa devem ser amarelas para chamar ouro. Tudo isso para atrair a boa sorte, os bons fluidos no Ano Novo que vai chegar.
SUPERSTIÇÕES
Não é bom passar o Ano Novo com os bolsos vazios.
Comer doze uvas verdes, à meia-noite do Ano Novo, para ter dinheiro em todos os meses do ano, também é bom.
Guardar em lugar seguro, para ninguém achar, a tampa da garrafa de “champanhe” usada na festa de Ano Novo, que tenha feito muito barulho, chama dinheiro.
Defumar a casa, no fim do Ano e véspera do Ano Novo, com um defumador feito com carvão, xerém e açúcar, além de chamar a sorte e dinheiro, tira, também, o azar do ano velho.
No dia de Reis (6 de janeiro), colocar três caroços de romã dentro da carteira, para ter dinheiro durante o Ano Novo.
ATRAIR OU MANTER O AMOR
Quem é casada e quer manter o relacionamento deve acender duas velas amarelas. Peça a Oxum – a deusa do amor, da fertilidade, da pureza e do ouro – estabilidade no relacionamento. Se for solteira, acenda uma, e peça para que apareça alguém especial em sua vida. Depois de acesa, derrame mel em volta da vela, coloque quatro búzios, quatro moedas de mesmo valor e oito ou dezesseis rosas amarelas. Para dar certo é preciso ficar na praia até a vela terminar de queimar.
PARA O AMOR VOLTAR
Escolha oito pedaços de fitas coloridas com 1 metro (todas devem ter cores diferentes, menos preto e vermelho). Olhe na direção do mar e coloque quatro fitas em cada ombro. Com os pés na água, despetale três rosas amarelas. Jogue as pétalas por cima da sua cabeça e deixe que elas caiam no mar. Solte então uma fita de cada vez na água e peça que Oxum traga de volta quem você ama.
PARA AFASTAR OS MAUS FLUIDOS
Na beira do mar, com a água na altura da canela, derrame pipoca ao longo de seu corpo, da cabeça aos pés. Deixe que o mar leve a pipoca, que é um elemento do orixá Omolu, senhor da vida, da cura e da saúde.
Agora que você já sabe as simpatias para a passagem do ano novo é ir para a festa e comemorar muito a virada do ano.

Simpatias para ganhar dinheiro

Na hora da Virada, garanta riqueza e sorte
Para atrair riqueza, coloque uma nota dentro do seu sapato, no pé direito, na noite da passagem do ano novo. À meia noite, pule 7 vezes com o pé direito e diga a palavra “Sorte”, a cada pulo.


Para ter prosperidade em 2013

No dia 31, monte a sua Taça da Prosperidade
O que você vai precisar:
- 1 taça transparente, de vidro ou cristal - O formato da taça simboliza a receptividade do útero, que é o símbolo da fecundidade. A taça também está associada aos momentos de alegria, em que brindamos vitórias e felicidade.
- 1 pirita (molécula cúbica) – para facilitar ganhos materiais.
- 1 citrino - símbolo da riqueza
- 1 cristal branco – simboliza a união de todas as cores, em paz e harmonia.
- 1 ametista - transforma energia negativa em positiva, é a pedra da espiritualidade.
- 1 ônix - facilita a aquisição de bens.
- 1 quartzo rosa - traz realização no amor.
- 1 quartzo azul - proporciona equilíbrio.
- 1 quartzo verde - atrai saúde
- 1 cornalina - para concretizar seus objetivos.
- 1 crisopraso - suaviza o coração trabalha o perdão.
- 1 ágata vermelha - para acelerar os processos estagnados.


Mentalizando receber prosperidade, monte uma taça da seguinte forma:
-Limpe e energize e os cristais deixando-os 24 horas mergulhados em água com sal. Depois, lave-os em água corrente e deixe-os expostos ao Sol durante uma hora para energizar.
Coloque os cristais na taça um a um, mentalizando o que cada um deles significa. Complete a taça com água filtrada e deixe em um local da casa do qual você goste. Troque a água da taça uma vez por semana.

Simpatia para o amor
Para atrair um novo amor em 2013
Tome seu banho normalmente o dia 31de dezembro. Depois de se enxugar, pingue uma gota do seu perfume preferido na parte de trás dos tornozelos, no umbigo, nos pulsos e na nuca. Mentalize que um novo amor está chegando em sua vida e diga 7 vezes as seguintes palavras: Agradeço ao universo a chegado do meu amor!


Para garantir a felicidade do casamento no Ano que Virá
No último dia do ano, coloque debaixo da sua cama algumas folhinhas de alecrim e use um lençol novo, de preferência de uma cor clara. O alecrim vai afastar energias negativas e trará proteção e os lençóis vão garantir a renovação da felicidade do casal.

Para o seu amor te procurar
Se você estiver interessado em alguém, deve escrever o nome desta pessoa 7vezes na sola do sapato esquerdo (pra facilitar, você pode colar um papel com durex na sola). Quando der meia-noite, bata 7 vezes com esse pé no chão, repetindo 7 vezes o nome da pessoa amada.

Para melhorar a vida sexual
Na noite de ano novo, pegue uma fita vermelha e amarre-a no meio do sutiã, entre os seios. No primeiro dia do ano, embrulhe em um papel branco 7 pimentas malaguetas e amarre o embrulhinho com a fita vermelha. Enterre em um jardim ou canteiro pedindo ao universo que o sexo fique mais apimentado.

Que roupa usar na virada do Ano
Usar roupas novas na noite de ano novo é muito bom para começar o ano renovado! Não use roupas justas, pois você poderá passar por apertos durante o ano. Coloque algum dinheiro dentro dos bolsos da sua roupa, para garantir que não falte dinheiro no ano que vai entrar. Em relação às cores, elas têm poder e cada uma atua atraindo coisas específicas. Na noite da virada de ano, o poder das cores é potencializado pela grande energia positiva que as pessoas emanam!
Veja que cor vestir na virada do ano para atrair o que você deseja!

Amarelo: atrai dinheiro, prosperidade.
Azul: atrai tranquilidade, paz e proteção.
Branco: atrai paz, harmonia, luz, pureza, sabedoria.
Rosa: atrai amor, transformação.
Vermelho: atrai paixão, força.
Laranja: atrai alegria e felicidade.
Roxo: atrai talento, poder.
Verde: atrai saúde, calma, equilíbrio.
Marrom: atrai segurança.
Lilás: atrai boas energias.

PENSAMENTO E SAÚDE

 
 
 
PENSAMENTO E SAÚDE

"A mente é o dínamo gerador de energia de difícil catalogação, que se expressa automaticamente, conforme o conteúdo emocional de que se reveste. Exteriorização do Espírito, é interpretada pelo cérebro que a transforma em idéia, tornando-a veículo de comunicação e de expressão variada. Força irradiante, o seu teor vibratório resulta de sentimentos daquele que a emite."

O padrão psíquico que cultivamos, a qualidade ética do nosso pensar determina a saúde ou a doença do nosso corpo físico. As ondas psíquicas que nossa mente irradia interferem no mundo físico e criam harmonia ou desarmonia física, ajustes ou desajustes, leveza ou pesar na ambiência por onde circulamos. Somos co-criadores do Pai. A Mente Divina jamais deixa de atuar positivamente e espraia seu plasma pelo Universo a nos beneficiar em processo contínuo de criação. Nosso Pai se expressa nesse fluxo continuado de AMOR no qual estamos todos imersos, todavia é preciso estabelecer a sintonia de nossa antena mental com esta força criadora, a fim de que os intercâmbios psíquicos que entabularmos sejam promovedores de saúde e de bem estar.

Nosso pensamento penetra velozmente qualquer distância em entrelace permanente com outras mentes de encarnados ou de desencarnados. Conforme o móvel mental que a estimula, ou seja, o tipo de sentimento cultivado, a onda pensante conecta-se a outras ondas afins e estes elos mentais podem tanto promover saúde, acaso nos sintonizarmos com a forças positivas do bem e do amor, ou graves patologias tanto de ordem física quanto psicológica.É por isso que sanear a casa mental e harmonizar o mundo íntimo é a tarefa primeira, antes de pacificar o mundo de fora, é adquirir a saúde real.

Assim esclarece a Benfeitora: "O intercâmbio mental é muito maior do que se pode imaginar . Inconsciente ou de forma lúcida, entre os homens e mulheres; direcionado aos animais e plantas; entre os Espíritos, alguns dos quais o manipulam com propriedade; destes para com os outros demais seres humanos, assim também com a Fonte da Vida. Aspirações e desejos ignóbeis, mágoas e ódios, ciúmes e paixões são focos emissores de energia mental de baixos teores que cruzam os espaços na direção de pessoas e de tudo aquilo que se encontra sob a sua alça de mira. Transtornos emocionais e de conduta, amolentamento e irascibilidade, tensão e angústia procedem, muitas vezes, da irradiação negativa de mentes em desequilíbrio vibrando intensamente contra aqueles que as sofrem. Pessimismo , autodepreciação, estimulações perniciosas também respondem por distonias nervosas, depressões e flagelos íntimos que decorrem da absorção das ondas mentais enfermiças. A mente exerce incomparável poder na existência humana, através de cuja manipulação o progresso se desenvolve ou degenera a civilização."

Como manter-se em leve sintonia diante de tantas irradiações mentais desajustadas? Trabalhando para ajustar a própria emissão mental às faixas do Bem. Ao cultivar-se a pacificação íntima, saneando a própria casa mental no esforço contínuo de estimular a renovação do pensar, procurando estabelecer conexões saudáveis através da prece, do trabalho construtivo, da escuta de boas músicas, da leitura de bons livros, das boas conversas, da meditação, dos hábitos de vida moldados na simplicidade, nos tranformamos em agentes propulsores da saúde, pois as forças mentais harmonizadas encarregam-se de estimular a consciência celular, fixando nas células do corpo físico a mensagem de bem estar. Este esforço de procurar pensar saudável, libertando o estado emocional das peias do ciúme, do apego, do desalento, do orgulho, do rancor, substituindo as emoções desequilibrantes por outras mais ajustadas ao Código Divino, como o desapego, a compreensão, a empatia, a serenidade, a simplicidade se reflete no conjunto orgânico, promovendo a saúde também do corpo físico.

Porém a insistência nos estados emocionais mórbidos, aferrados a condutas de desalinho emotivo, podem implementar doenças nas células do corpo físico ou mesmo reativar males adormecidos no Corpo Espiritual, este que é o modelo organizador do soma. Joanna de Angelis bem enfatiza que as condutas equivocadas em que muitos se aferram transferem-se de uma para outra existência devido à memória e consciência da célula psíquica, isto é, da célula perispiritual "que modelará a equivalente orgânica com a carga de energia que conduz, influenciando a criatura desde a sua formação genética, alterando-lhe a estrutura de acordo com a qualidade da mensagem de que se faça portadora."

Assim, não raro, a conduta desequilibrada, geradora de ondas mentais enfermiças pode ativar, nas tênues tecelagens do perispírito, disposições perturbadoras nele latentes que se traduzem em doenças de todo naipe. Muitas vezes não estava programado para a atual existência a vivência de determinado mal físico, mas a forma de pensar e de agir no mundo em desalinho ético acabam por reativar estas células psíquicas adormecidas estabelecendo no soma a doença. Nascemos para ser felizes, para entabular novos avanços na escala evolutiva.

A dor será sempre um recado alertando para os passos desalinhados do Bem e um convite à auto reflexão, à renovação da morada íntima. Joanna ensina que " nos refolhos da mente desvairada, que se vincula a estados aberrantes do comportamento", situam-se os sentimentos vis os quais abrem campo para a instalação de doenças de diagnose difícil. Ela alerta que acaso fossem cultivados sentimentos salutares e resguardados os valores éticos, estes se encarregariam de "corresponder à fonte produtora com ondas de bem-estar, de esperança, de harmonia, de felicidade..." Destaca a benfeitora que "como o Espírito é energia pensante, princípio inteligente do Universo, assimila vibrações mais sutis e exterioriza-as mediante ondas mentais que se corporificam, tornando-se parte integrante do conjunto em que a vida física se expressa" .

Assim, a cura tanto das enfermidades psíquicas, quanto a das que já se instalaram no corpo, depende da modificação do estado mental. Aqui registro a importância da psicoterapia bem conduzida por profissional habilitado que ajuda o paciente a encontrar nos arquivos da mente os conteúdos inquietantes armazenados e dissolvê-los. A terapêutica espírita também é de grande valia como um dos instrumentais viabilizadores da cura do Ser. Os passes magnéticos e a água fluidificada possibilitam a diluição de fluídos deletérios, desobstruindo os centros de força e permitindo a absorção de fluídos benéficos, reestabilizadores; a desobsessão, quando necessária, para cessar as interferências de outras mentes em desarmonia vinculadas pelo ódio, pelo vício; o hábito da prece, a leitura esclarecedora, a escuta de palestras iluminativas, a fim de renovar a forma de pensar.

A cura real porém, só se dará, não obstante todo esforço que se mobilize para ajudar, quando o indivíduo assumir o leme de si mesmo e, determinado, alterar o padrão mórbido de pensar, de sentir e consequentemente de agir. O Centro Espírita, portanto, é o local precípuo de acolhimento, de tratamento, de estudo, de amparo e esclarecimento. A tarefa, porém, primordial está centrada na própria pessoa que deseja realmente ser feliz e que, por assim ser, corajosa, luta para renovar-se. Mais do que uma religião, aponta o Espiritismo para uma religiosidade de viver, compreendendo que a pessoa humana é um Espírito, viandante do tempo, destinado a numinescer.

Eis porque é urgente cuidar da higiene mental. Atitude emocional voltada para o bem, cultivar o pacifismo íntimo. Saneia, portanto, teu pensar, dilui com esforço contínuo os quadros atormentados que te aprisionam a alma à roda da dor. És como as borboletas, destinado a sair do teu casulo psíquico, desenvolver asas e voar. Acredita em ti, nas tuas numinosas possibilidades. Estás destinado a ser um jardineiro. É preciso, antes, todavia, retirar os calhaus do terreno, preparar a tua terra íntima dissolvendo mágoas e apegos descabidos, modificando antigos hábitos mórbidos e agressivos.

Renova teu jardim com as flores da humildade, da compaixão, da beneficência.
O Divino Amigo, condutor de nossas vidas, te aguarda confiante.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

CHACRAS EM DESEQUILÍBRIO E AS INFLUENCIAS ORGÂNICAS

A   ideia de que somos uma combinação das correntes de energia mental, emocional, psicológica e espiritual, que combinam para formar o corpo físico; e de que nossos corpos têm centros de energia chamados “chackras”.
Cada um dos sete centros, localizados em pontos sequenciais ao longo da espinha dorsal, é responsável pela manutenção da saúde dos órgãos específicos e de funções orgânicas.
A energia flui continuamente pelo nosso corpo, através do topo da cabeça e, à medida que ela viaja pela espinha abaixo, ela “alimenta” cada um dos centros dos chackras. O mecanismo físico da respiração é a contrapartida dessa “respiração não física”, chamada de “prana” e que significa “força da vida” nas tradições orientais.
O fluxo dessas correntes de energia é regulado em nosso corpo por nossas crenças e atitudes, as quais criam todos os nossos padrões de medo, nosso conceito de realidade, nossa compreensão de Deus e do Universo, nossas memórias, e toda a informação que guardamos em nosso cérebro pelas experiências que tivemos e pelos nossos variados tipos de educação e de formação.
Cada chackra é como uma conta bancária que requer investimentos constantes. Investimentos são feitos na forma de gotas de sabedoria. “Gotas de sabedoria” representam o aprendizado adquirido nas experiências de vida da pessoa.
Os padrões específicos de medo e insegurança que correspondem ao primeiro chackra do corpo humano se relacionam à questão da segurança física. Os mais comuns são os seguintes:
  
Chacra Básico:

Medo de não ser capaz de suprir as necessidades da vida para si mesmo e para sua família.
Sentimento de que o mundo externo é um local ameaçador e que você é incapaz de se sustentar por si mesmo ou de se proteger. (Não se trata apenas de proteção física; isso inclui o medo e a vulnerabilidade que acompanham violações  dos direitos humanos ou a realidade de se encontrar numa situação sem direitos legais, quaisquer  que sejam eles.)
A insegurança gerada pela sensação de que nenhum lugar é a “sua casa”de que você não “pertence” a lugar nenhum.
O medo que se origina do fato de não ser capaz de acreditar que você pode atingir suas metas.
A sensação de que você só tem a você mesmo, sem o apoio de ninguém e completamente sozinho neste mundo.
Lembrem-se: O fato essencial do desenvolvimento da doença é a intensidade do medo. Embora muitas pessoas tenham em comum algumas variações desses medos, um indivíduo se torna fisicamente vulnerável quando qualquer um dos medos exerce controle sobre sua saúde emocional e psicológica.
Algumas das disfunções mais comuns, que podem ser criadas como resultado desses padrões de medo é dor crônica nas costas (lombar), ciática, veias varicosas, problemas no reto, tumores e câncer localizados nessas áreas do corpo.

Os padrões de medo e insegurança relativos ao Segundo Chackra:

A sensação de que você não tem poder sobre o que acontece com você sexualmente. Isso inclui experiências de abuso sexual, assim como relacionamentos especialmente manipulativos e controladores.

Sentir-se inadequado sexualmente ou ter aversão pela atividade sexual. Isso inclui a tensão que acompanha sentimentos de ressentimento com relação ao poder do seu parceiro ou do sexo oposto em geral, assim como sentimentos de aversão ou de culpa relativos à sua própria sexualidade ou às suas preferências sexuais.
Medo do parto ou sentimentos de culpa com relação à maneira de criar seu filho ou filhos.
Desvalorização de si mesmo como resultado de pouco ou mínimo poder econômico. Isso inclui ressentimento com relação ao fato de ser controlado financeiramente por outros.
Ressentimento resultante do fato de ser manipulado por outras pessoas.Isso inclui a sensação de ser vitimizado por circunstancias particulares tais como, raça, cor ou sexo.
Sentir-se tão desprotegido que precisa manipular outras pessoas para manter controle sobre a sua própria vida.
Praticar qualquer nível de desonestidade em seus negócios ou em seus relacionamentos sexuais ou interpessoais.
Medo de nunca ter o suficiente, que inclui medo da pobreza.
Algumas das disfunções mais comuns resultantes dessas tensões em particular são para as mulheres – todas as disfunções femininas tais como problemas menstruais, infertilidade, infecções vaginais, cistos nos ovários, endometriose, tumores ou câncer nos órgãos femininos.
Para os homens - impotência e problemas na próstata, incluindo câncer (essas disfunções estão associadas à perda de poder econômico ou político, principalmente). Tanto para os homens quanto para as mulheres, disfunções comuns incluem dor pélvica e nas costas (lombar), herpes e todas as outras doenças sexuais, problemas de deslocamento de disco, todos os problemas sexuais e problemas urinários e na bexiga.


Os padrões de medo e insegurança que estão relacionados ao Terceiro Chakra:

Também conhecido como Plexo Solar, é uma região do corpo particularmente sensível. Na linguagem energética, é a principal área “receptora” das primeiras impressões que a pessoa tem em qualquer situação em que ela se encontre , incluindo as primeiras impressões sobre as pessoas. Essa é a atividade da intuição. O plexo solar é o centro da intuição que orienta a atividade diária da vida humana.
Medo de intimidação, que impede a pessoa de estabelecer relacionamentos ou situações baseadas em igualdade.
Medo de assumir a responsabilidade por si mesmo, por suas necessidades, por seus compromissos, por suas finanças e por seus pensamentos, atitudes e ações pessoais.
Ressentimento por ter que assumir responsabilidade por outra pessoa que não tem condições emocionais ou se recusa a assumir responsabilidade por si mesmo. O ressentimento aumenta quando a pessoa também se sente incapaz de desafiar o parceiro irresponsável e, assim, permanece numa situação insustentável por achar melhor não desafia-la.
Medo pelo fato de acreditar que não é capaz de lidar com o processo de tomada de decisões na própria vida.
Raiva por ter seu poder de escolha desrespeitado, limitado forçosamente ou  invalidado pelos outros.
Raiva diante da sensação de abandono ou de negligência. Isso freqüentemente ocorre em pessoas que desenvolvem o padrão de se dedicar constantemente aos outros, enquanto nega suas próprias necessidades, pelo medo de não ser amada.
Medo de ser criticado ou necessidade de criticar os outros para se sentir mais forte.
Raiva e frustração por ser incapaz de se libertar do controle da expectativa dos outros.
O padrão de descontar a raiva em “vítimas indefesas” por não ter  suficiente coragem para desafiar a origem da própria raiva.
Medo do fracasso.
Obs; a saúde não pode ser mantida quando a pessoa está consumida pelo ódio por si mesma. De fato, nada positivo pode ser criado na vida de uma pessoa quando, internamente, ela se envergonha de seu comportamento na vida.
As disfunções mais comuns criadas pela energia desses padrões negativos específicos são artrite, úlceras, e todos os problemas relacionados com o estômago; problemas intestinais e no cólon incluindo câncer, pancreatite, diabetes e câncer no pâncreas; problemas de rins (também relacionado com o segundo chackra); problemas de fígado, incluindohepatite; problemas de vesícula; disfunções nas glândulas supra-renais; indigestão crônica ou aguda; anorexia e bulimia; náuseas e gripe.
Os padrões de medo e insegurança que estão associados ao Quarto Chackra:

Este é o chackra central do corpo e o amor é o centro de nossa vida. Uma pessoa pode enfrentar qualquer crise ou tensão se ela tem um sistema de apoio amoroso e forte.
A ausência de uma base de amor sólida cria uma situação interna na qual padrões específicos de medo, de raiva e de ressentimento podem se desenvolver no lugar do amor.
Sem amor é fácil ter medo da vida.
·        Medo de não ser amado ou a crença de que você não merece ser amado.
·        Assumir a culpa por participar de atos de rejeição ou de abandono emocional.
·        Ressentimento por ver outras pessoas recebendo mais amor e atenção do que você.
·        Medo de demonstrar ou compartilhar afeição.
·        Desenvolver sentimentos de culpa por demonstrar raiva, hostilidade ou criticismo como substitutos do amor.
·        Sentir-se emocionalmente paralisado ao passar solidão excessiva.
·        Envenenar-se emocionalmente  por acolher muitos sentimentos negativos e julgamentos com relação aos outros ou a outras formas de vida.
·        Envenenar-se emocionalmente apegando-se a velhas feridas e a ressentimentos antigos.
·        Desenvolver medos emocionais e amargura por acreditar que você não pode perdoar ou por se recusar a perdoar.
·        Criar continuamente relacionamentos que não são gratificantes ou são abusivos.
·        Culpa pela sensação de fracasso em satisfazer seu lado emocional.
·        Fazer algo ou estar com alguém quando o seu “coração não está presente”.
·        Muita mágoa e tristeza que resultam literalmente num “coração partido”.
Esses traumas e sofrimentos criam uma “congestão emocional”   e o corpo físico também reage a essas tensões.
As doenças físicas mais comuns são problemas no coração incluindo ataques cardíacos; dilatação cardíaca; artérias bloqueadas e colapso cardíaco congestivo; asma; alergias; problemas de pulmão; incluindo câncer; problemas nos brônquios; pneumonia; problemas de circulação e todos os problemas na parte superior da coluna e nos ombros.

O Quinto Chackra

O Quinto Chackra se localiza na garganta. A energia desse centro flui inicialmente pela tireóide, pela traquéia, pelo esôfago, pelas vértebras do pescoço, pela garganta e pela boca incluindo dentes, as gengivas e a região maxilar.
Corresponde ao desenvolvimento da expressão pessoal e, principalmente, do uso  da força de vontade do indivíduo.
A auto-expressão e a criatividade são cruciais para a saúde – e não apenas para a saúde física. A criação de uma vida saudável, assim como de um corpo saudável requer da pessoa o domínio sobre a sua vida. Isso inclui ter a capacidade de expressar suas próprias necessidades.

Os padrões de medo relativos ao Quinto Chakra:
·        Medo da asserção de seus próprios desejos e direitos – esse medo freqüentemente faz com que a pessoa permita que os outros a vitimizem devido à sua incapacidade de se comunicar de maneira firme em seu próprio benefício.
·        Medo de expressar suas necessidades emocionais, seus sentimentos e suas opiniões. Esse medo bloqueia quase totalmente qualquer nível  de criatividade.
·        Tornar-se desonesto ou mentiroso como forma de encobrir sentimentos ou negar responsabilidade sobre suas ações.
·        Usar sua vontade para controlar ou influenciar a vida de outras pessoas em proveito próprio.
·        Arrependimento e raiva dirigida contra si mesmo que vem da incapacidade de dizer “sinto muito”, “eu te amo”  ou “eu te perdôo”.
·        Incapacidade de expressar mágoa, tristeza e pesar. Isso inclui a incapacidade de chorar.
·        Acumular arrependimentos por não ser capaz de falar por si mesmo quando surgem oportunidades em sua vida.
·        Permitir que sua força de vontade não se desenvolvesse, pois espera que alguém tome as decisões por você.
·        Exagerar e enfeitar a verdade, um mau uso do quinto chackra. Isso inclui o hábito de fofoca.
Padrões negativos: garganta irritada e dor de garganta crônica, incluindo câncer na garganta e na boca. Problemas nas gengivas, nos dentes e desalinhamento do maxilar (chamado Síndrome da Articulação Temporomandibular); escoliose (espinha dorsal curva); torcicolo; laringite; amigdalite; dores de cabeça tensionais na base do pescoço; glândulas e tireóide intumescidas.
Também numa categoria própria estão os vícios: álcool; cigarros; açúcar; comida e qualquer outra forma de vício que indique uma incapacidade de controlar sua própria força de vontade e de desafiar os medos ou limitações presentes em sua vida.


O Sexto Chakra

Localiza-se no centro da testa. Também é denominado “o terceiro olho” ou o “olho da sabedoria”, já que é reconhecido como a porta de entrada da sabedoria mais elevada e da intuição. O cérebro, os ouvidos, o nariz, as glândulas pineal e pituitária são as regiões físicas do corpo que são alimentadas pela energia deste chackra. Essa energia ajuda na aprendizagem e no desenvolvimento da inteligência e da capacidade de raciocínio.
O desenvolvimento espiritual é o processo de dar atenção às capacidades e ás qualidades mais profundas da natureza humana e trabalhar para aperfeiçoá-las. A disciplina do desapego, por exemplo, é a prática de se desenvolver tamanha força pessoal que se é capaz de interagir em qualquer situação da vida, contribuindo no mais alto grau de visão e de sabedoria, sem necessidade de controlar o desenrolar dos acontecimentos.
É reconhecido como o ponto de entrada da intuição, da sabedoria e da intuição. O processo de desenvolvimento para se atingir a expressão espiritual requer da pessoa o aprendizado da linguagem da consciência: introspecção, auto-análise e responsabilidade pessoal. Esses são os
Instrumentos que então servem ao indivíduo quando ele procura uma disciplina espiritual pessoal, tal como a meditação ou a oração.
      A ausência dessas capacidades permite que o medo reine no seu mais alto grau dentro da consciência da pessoa.
Um extraordinário número de medos e de padrões de comportamento negativos são capazes de contaminar a energia do sexto chackra. Citamos alguns:
·        Medo de olhar para dentro de si mesmo, ou medo da auto-análise e da introspecção.
·        Medo de suas próprias habilidades intuitivas, que dá origem a bloqueios à sensibilidade interior.
·        O uso inadequado do poder intelectual, como a participação na criação de algo prejudicial à vida ou em atos deliberados de fraude.
·        Usar a capacidade de raciocínio contra si mesmo, como ao desenvolver mecanismos de negação psicológicos ou emocionais. Essa é a prática de negação da verdade, que resulta na incapacidade de discernir com clareza sua própria realidade.
·        Medo que resulta da crença de que você é intelectualmente inadequado.
·        Ciúme e insegurança com relação à capacidade criativa de outra pessoa.
·        Medo de ser influenciado pelo valor das idéias de outras pessoas.
·        Má vontade ou recusa em aprender com as experiências da vida. Isso freqüentemente leva a culpar constantemente outras pessoas por tudo que acontece de errado em sua própria vida, e a um padrão infindável de repetição das mesmas situações de aprendizado difíceis e dolorosas.
·        Comportamento paranóico, ansiedade devido á sensação de não conhecer a si mesmo.

Algumas das disfunções: tumores cerebrais, hemorragias cerebrais e coágulos de sangue no cérebro; problemas neurológicos; cegueira;surdez; problemas em toda a espinha dorsal; enxaqueca ou dores de cabeça devidas à tensão; ansiedade ou nervosismo, incluindo o colapso nervoso; coma; depressão; esquizofrenia; ataques epilépticos e outras formas de disfunções emocional-mentais, e dificuldade no aprendizado.

O Sétimo Chackra

Localiza-se no topo da cabeça (coroa). As partes físicas que correspondem à energia desse centro são os principais sistemas do corpo: sistema nervoso, sistema muscular, esqueleto e pele.
Na linguagem energética, o sétimo chackra é o ponto de entrada da força da vida humana propriamente dita – uma corrente de energia invisível que jorra ininterruptamente no sistema energético humano, nutrindo cada parte do corpo, da mente e do espírito.
Atitudes são ímãs. Atraímos pessoas, oportunidades e acontecimentos da mesma qualidade de nossas atitudes mais fortes e dominadoras.
E, o que é mais importante ainda, nossas atitudes são regidas pela Lei  Universal da Atração – igual atrai igual.
Nós criamos a nossa realidade. Os instrumentos usados no processo de criação são todos invisíveis. Eles são as nossas atitudes, crenças, valores,
Ética e energias emocionais. Atitudes negativas diminuem a força vital. A negatividade nessa escala é como represar um rio, é desconsiderar continuamente o valor e o propósito da vida. A força vital se enfraquece de maneira gradual, mas contínua. O corpo, a mente e o espírito começam a sofrer de “desnutrição energética”. Se essa espiral descendente continuar irrefreada, o espírito experimenta falta completa de energia. Acaba se tornando impossível reabastecer o espírito, e o corpo consequentemente morre.
Você tem que se conhecer para fazer escolhas que não coloquem seu eu interior em crise.
Medos ou padrões comportamentais que interferem na saúde do Sétimo chakra.
Esse chakra se relaciona com assuntos que envolvem a vida da pessoa como um todo, os padrões  de negatividade são da mesma dimensão.

·        Crise ao compreender que está vivendo uma vida sem sentido.
·        Crises espirituais como a falta de fé.
·        Crise que acompanha a incapacidade de confiar nos processos de vida naturais e solidários.
·        Falta de coragem e de fé em si mesmo.
·        Viver de acordo com a energia de atitudes negativas, que impedem o indivíduo de ver oportunidades de mudança.
·        Medo do próprio desenvolvimento – isso inclui o medo de conhecer a si mesmo.
·        Os padrões comportamentais negativos que resultam de uma incapacidade de pensar e de raciocinar além dos limites de suas próprias necessidades.
·        Os padrões comportamentais negativos que resultam de uma má vontade de crescer e de mudar para se ajustar aos desafios da vida.
·        A incapacidade de ter uma visão mais ampla do processo em curso na sua própria vida.
Os tipos de doenças que podem resultar  desses padrões de negatividade são disfunções do sistema nervoso, paralisia, problemas genéticos, problemas ósseos incluindo câncer nos ossos e doenças degenerativas tipo esclerose múltipla e esclerose lateral amiotrófica (ELA).

OS CHAKRAS DA LINHA DE HARA.


Os Chakras da Linha de Hara
Conhecendo novos centros de energia.


O sistema de chakras é conhecido pelo mundo inteiro e todos os espiritualistas conhecem sua teoria básica e os 7 principais centros de energia do duplo etérico, os chakras da linha Kundalini. Mas sobre isso há material abundante na internet. Hoje vamos falar de um complexo de chakras quase desconhecido para o público em geral, são os chakras da Linha de Hara.

O corpo emocional tem um conjunto de chakras altamente desenvolvido, que funciona numa vibração de energia mais elevada do que os da Linha de Kundalini. Ele é chamado de Linha de Hara e contém treze chakras dispostos ao longo de uma linha vertical que passa pelo centro do corpo. A energia dos chakras da Linha de Hara se move para baixo, na parte da frente, e para cima, na parte de trás. Embora estejam em outro nível energético, eles situam-se entre os chakras da Linha de Kundalini. Seus dois canais de energia, quando conectados por meio da prática do Ch'i Kung ou da Ioga, formam um círculo chamado de Grande órbita Cósmica, que atravessa o corpo. Na Índia, onde são chamados de Ida e Pingala, esses canais são erroneamente associados à Linha de Kundalini.


 Em primeiro lugar, o Ponto Transpessoal ou Estrela da Alma, que equivale, no corpo emocional, ao chakra Coroa do corpo etérico. Esse ponto, de aparência transparente situado acima do chakra da Coroa e do corpo físico, é uma conexão com a Alma Profunda e com todos os nossos componentes energéticos além dos níveis físico/etérico. Embora a energia que ele contém tenha sido reduzida, é maior do que a do chakra da Coroa - mas menor do que a de muitos sistemas energéticos localizados além dele. A energia do Ponto Transpessoal amplia nossas fronteiras em direção a todo o universo e expande nosso ser até o nível da Alma Profunda e em direção a uma espiritualidade mais profunda do que o chakra da Coroa pode nos oferecer.Alguns agentes de cura atribuem este chakra ao corpo etérico, como uma extensão da Linha de Kundalini, mas ele na verdade está num nível inteiramente diferente.

A seguir, descendo na Linha de Hara, vêm os chakras da Visão, um par de pequenos pontos atrás de cada olho, que têm coloração prateada ou cinza. Eles são parte do sistema de visão psíquica, juntamente com o chakra do Terceiro Olho, no corpo etérico, e com os chakras da Luz, no corpo Mental. Além disso, os chakras da Visão também permitem que algumas pessoas usem seus olhos como lasers na cura psíquica. Mesmo que o Terceiro Olho esteja aberto, a recepção de imagens através da visão psíquica requer a abertura e desobstrução desses chakras.

O Chakra Corpo Causal é um chakra de recepção sonora localizado na nuca, no ponto de encontro entre o crânio e o pescoço. Ele faz parte do Complexo da Garganta, e sua cor pode ser de um azul-prateado ou violeta-avermelhado. Sua função é recebera comunicação proveniente de fora do nivél físico e manifestá-la ou traduzí-la em informação que seja útil na Terra. É um chakra importante na atividade de canalização [incorporação mediúnica] e na conversão de informações inconscientes em conscientes, como na psicografia e na cura com guias espirituais. Outros chakras de recepção e comunicação localizados em outros níveis alimentam o chakra do Corpo Causal, embora sempre com níveis reduzidos de energia. Esse centro é todo potencial (o Não-Vazio) e é o receptor das impressões provenientes do ponto transpessoal. Desse lugar a energia espiritual parte para os outros centros, "ligando e sintonizando o impessoal com o pensamento humano". O centro tem de estar ativado e equilibrado para poder levar a cabo a sua função de dar sustentação mental ao propósito de vida da pessoa.

O chakra do corpo emocional que equivale ao chakra do Coração é o chakra do Timo, às vezes chamado de Coração Superior, localizado acima do chakra do Coração da Linha de Kundalini. Sua cor é azul-piscina ou turquesa. Este centro fornece proteção para o coração e para o sistema imunológico, pois a glândula do timo e a imunidade a doenças são emocionalmente relacionadas. A dor emocional e a compaixão são as emoções principais para este chakra. Em seus níveis mais elevados, o chakra do Timo traz a energia do Cordão de Prata, na parte de trás do Complexo do Coração, para dentro do corpo emocional. Enquanto o chakra de Hara (ver a seguir) é o centro focal da encarnação terrestre, o chakra do Timo é o foco de nossa conexão com o que somos para além da Terra. Os Eus Energéticos, que entram pelo Cordão de Prata, fundem-se com o corpo emocional por meio deste chakra.

 O chakra do diafragma está localizado entre o timo e o chakra do Hara, na altura do músculo do diafragma, logo acima do plexo solar. Sua cor é verde-limão. Duane Packer e Sanaya Roman, em seus vídeos Awakening Your Light Body, mostram nesse local uma abóbada membranosa de energia que designam pelo som seminal "mumin". A abóbada é um filtro que separa as energias espirituais das materiais, deixando passar apenas as mais sutis. A ativação desse centro provoca a eliminação e a desintoxicação de todos os bloqueios à consecução do propósito de vida da pessoa. É uma limpeza de toda a Linha do Hara.

O chakra do Hara é um centro conhecido desde longa data n Ch'i Kung como tan tien ou Mar de Ch'i, e se localiza cerca de seis centímetros abaixo do umbigo, acima do chakra da barriga do plano da Kundalini. Sua cor é castanho-alaranjado mas, durante a cura, ele pode tornar-se mais escuro, chegando mesmo a aquecer-se e avermelhar-se. O centro do equilíbrio físico fica nessa parte do corpo. No Ch'i Kung todo trabalho energético começa e termina nesse centro, que é a fonte da encarnação e o lugar da qual a força vital flui para o resto do corpo. O chakra do Hara liga a vontade de viver com a vivificante energia terrestre que provém do chakra da Terra. Diz Barbara Ann Brennan: "Foi com vontade, e somente com ela, que você tirou um corpo físico do ventro da sua mãe, a terra. É também nesse centro que as agentes de cura vão buscar forças bastantes para regenerar o corpo, contanto que plantem a linha hárica bem fundo no ventre da terra, no seu núcleo em fusão."

O chakra do períneo é de um castanho-avermelhado profundo. Os estudiosos do Reiki II o conhecem como Hui Yin; para as praticantes indianas de meditação e ioga, é o cadeado da raiz; para a acupuntura e o Ch'i Kung é o "portal da vida e da morte". Esse ponto energético está localizado (no corpo emocional, bem entendido) entre os orifícios da vagina e do ânus [ela escreve para mulheres, mas o ponto é o mesmo nos homens]. Ele é o portal energético pelo qual o Ki da Terra entra no corpo - subindo pelas pernas, passando pela vagina e sendo em seguida armazenado no chakra do Hara, para ser distribuído. É o lugar onde as intenções e propósitos de vida se ativam e ancoram realidade no plano físico. A posição Hui Yin, na qual a vagina e o ânus se fecham [no caso dos homens, somente este último] a fim de trancar o chakra do períneo, provoca a ativação e a depuração da energia da Linha do Hara em todo o sistema hárico.

Há um par de chakras menores, localizados atrás dos joelhos, são chamados de chakras do movimento. Sua coloração é verde-folha ou bronze. Ele orienta a pessoa nos caminhos da vida.
Um par de centros castanhos nas solas dos pés, chamados de centros de ancoragem, enraízam a Linha do Hara no Ki da Terra e estabelecem o propósito da pessoa nos movimentos da manifestação física.









 A linha energética nascida no ponto transpessoal desce verticalmente pelo corpo e penetra na Terra. Barbara Ann Brennan não considera esse terminal como um chakra, mas eu o considero como tal e dei-lhe o nome de chakra da Terra. Katrina Raphaell o chama de Estrela da Terra e o localiza vinte centímetros abaixo dos pés. Sinto, porém, que ele pode localizar ainda mais fundo, até onde a pessoa for capaz de ancorar-se na terra e ligar-se à intenção de estar aqui. Quanto à sua cor, vejo-o de um negro brilhante. É um centro que no Ch'i Kung também é conhecido como Ki da Terra, ou seja, a energia vital que a pessoa abosrve do centro da Terra. Tanto o ponto transpessoal quanto o chakra da terra se situam além do físico, acima e abaixo dele, como pontos de ancoragem da Linha do Hara.
Todos os centros da Linha do Hara são identificados no Ch'i Kung e na acupuntura.

Além do chakras, a própria Linha do Hara é composta por um fluxo de energia. Um dos canais sobe do chakra do períneo para as costas, passa pelo alto da cabeça e desce pelo rosto até o lábio inferior. Na acupuntura e no Ch'i Kung denomina-se esse canal de "Vaso Governador". O segundo fluxo energético começa no lábio inferior, desce pela frente do corpo e termina no períneo ("Vaso da Concepção"). Canais auxiliares conduzem a energia das pernas e dos braços para esses canais principais. Os dois canais são postos em contato quando se coloca a língua no céu da boca e contrai-se o períneo. A movimentação de energia nesse circuito envolve a circulação do Ki (força vital) através dos canais conectados e dos chakras da Linha do Hara. É o que se chama de Órbita Macrocósmica ou Grande e Pequeno Ciclo Celestial, e é a base da disciplina do Ch'i Kung.
Fonte  .  http://alemdofisico.blogspot.com.br/2011/10/os-chakras-da-linha-de-hara-conhecendo.html

CHAKRAS E VIBRAÇÃO

 
 
 
 
CHAKRAS E VIBRAÇÃO            
     
 
Somos vibração. Tudo é vibração, e  está o tempo todo em movimento. Nossa mente também é movimento, e movimento precisa de harmonia para criar eficiência. Harmonia é ritmo. Assim, afinamos nossa mente  até que ela funcione em harmonia e emita um "som afinado".
Aquele que sabe manipular a vibração pode transformar as coisas ao seu redor, ou até CRIAR.
Toda oração é invocação ou chamado. Toda palavra/som, primeiramente influi no corpo de quem o emite, e só depois alcança seu objetivo externo. É por isso que tudo que desejamos para o próximo, a nós mesmos estamos desejando. De toda palavra inútil teremos que prestar conta. Nossa palavra é nossa lei.
Os mantras são palavras ou sons especiais, que se criam por meio do ritmo e da nota-chave de cada pessoa. O nosso íntimo de acordo com nossos pensamentos e aspirações puras, pode nos dar a verdadeira pronúncia das palavras sagradas. O poder magnético da palavra humana é conhecido pelos estudiosos do oculto. Por isso, dar nome a uma pessoa é definir sua vibração magnética exterior, é entregar seu destino a uma ou mais potências ocultas (dar nome a um filho, então, é um ato de extrema responsabilidade, pois é como dar um "selo energético" para toda aquela encarnação da pessoa).

Nossa mente trabalha com as mais diversas faixas vibratórias, nosso corpo foi criado para captar e processar todas essas energias. Esses receptores são os chakras.. Eles captam as energias que nos circundam no etérico, astral e mental e, como um transformador, a "convertem" para um padrão que o corpo possa assimilar. Chakra (que significa literalmente roda, em sânscrito) é um centro de força, que gira captando e irradiando energia como um vórtice, ou, de forma mais poética, como uma galáxia microscópica. Os chakras são apenas sete, como nos diagramas, mas praticamente cada poro do corpo é correspondente a um chakra no corpo etérico (também chamado de "duplo etérico"). Esses chakras são interligados por uma vastíssima rede de canais, chamados nadis, que por sua vez estão ligados às glândulas endócrinas do corpo físico. Os nadis principais são chamados de Ida (Que vai da narina esquerda ao chakra básico. Qualidades: Frio, introspectivo, feminino, Yin) e Pingala (Que vai da narina direita ao chakra básico. É uma energia ativa, masculina, Yang), por onde descem o prana captado pela respiração (que é o meio mais normal de se abastecer de prana, mas não o único). Elas partem de um ponto entre as sobrancelhas e descem pelo corpo até o chakra básico, onde fica em estado latente a energia Kundalini. Muito se fala sobre os perigos da ativação da Kundalini, e não sem razão. É preciso haver uma "maturidade energética" para que o corpo etérico desenvolva o canal Sushumna, que se sobrepõe à coluna vertebral e é por onde vai ascender a Kundalini. Se esse canal não estiver pronto, a energia descontrolada irá subir pelos nadis Ida e Pingala, que não foram feitos para agüentar uma energia tão forte (equivalente a ter energia de alta tensão correndo por fios caseiros) e poderá trazer seqüelas, como desarmonia, doenças, e até mesmo a loucura. Além do "corpo", é preciso equilibrar a mente, pois a ascensão da Kundalini simboliza o encontro do Céu com a Terra, a energia criadora, sutil, Divina, que vêm do chakra Coronário (topo da cabeça), com a energia Criadora e poderosíssima da Mãe Terra: pensamento e ação em perfeita harmonia. Claro que qualquer desequilíbrio provocará um mal. O excesso de energia sutil poderá atrapalhar o funcionamento do corpo em certas funções, o que é ruim, mas resolvível, enquanto o excesso da Kundalini irá afetar logo a mente, o que é bem mais difícil de solucionar, podendo trazer consequências danosas. É por isso que os verdadeiros Mestres não incentivam o desenvolvimento da Kundalini de forma artificial, e sim pela vivência e aprendizado, pois este é um processo natural (evoluir é o nosso destino, mas cada um a seu tempo).
Na física, o espectro visível da luz é decomposto em sete cores primárias, e o que define essas cores é a sua frequência de ondas (vibratória). A frequência mais alta (Violeta) "vibra" com mais intensidade, ou seja, tem movimentos de onda muito mais rápidos (pois o comprimento de onda é mais curto, fazendo com que mais ondas aconteçam num menor espaço de tempo). O inverso é verdadeiro para a freqüência mais baixa (Vermelho). Sabemos que, quanto mais rápida é a velocidade das moléculas, mais sutil e sem forma (amorfa) se torna a matéria. Tomemos o gelo, por exemplo, que tem uma velocidade de moléculas mais baixa do que a água líquida, e esta, por sua vez, possui uma velocidade/freqüência mais baixa do que a das moléculas do vapor. Na metafísica também é assim, muito embora não possamos definir em termos científicos a faixa de freqüência onde opera cada chakra simplesmente porque o mundo espiritual não é (ainda) algo que seja mensurável, seja com experimentos diretos ou indiretos.
Os chakras "decodificam" cada um uma certa freqüência de energia (e cada uma delas é necessária ao bom funcionamento do corpo), e o que os clarividentes veem são cores, numa escala análoga a das notas musicais. Então, por exemplo, o chakra que trabalha com as energias mais densas (Muladhara) fica na parte inferior do corpo, e vibra na cor que podemos perceber como vermelho. Vejamos todos os chakras principais, da freqüência mais alta até a mais baixa:

Cor - posição - Nome sânscrito - tradução - bija mantra
Violeta - coronário - Sahashara - Lótus de Mil pétalas - Sem mantra
Índigo - frontal - Ajña ou Agnya - Comando - OM
Azul celeste - laríngeo - Vishuda - Purificador - HAM
Verde - cardíaco - Anahata - Inviolável - YAM
Amarelo - plexo solar - Manipura ou Nabhi - Cidade da Jóia - RAM
Laranja - umbilical - Swadsthana - Morada do prazer - VAM
Vermelho - Base da coluna - Muladhara - Raiz/Suporte - LAM

No corpo físico há órgãos especializados para cada sentido: os olhos, para ver; os ouvidos, para ouvir; e assim por diante. No campo astral, entretanto, não é esse o caso. As partículas do corpo astral estão fluindo e girando constantemente, como as da água fervente: em consequência, não há partículas especiais que permaneçam continuamente em qualquer dos Chakras. Pelo contrário, todas as partículas do corpo astral passam através de cada um dos Chakras. Cada Chakra tem a função de despertar um certo poder de resposta nas partículas que fluem nele; um dos Chakras faz isso com o poder da visão, outro com a audição, e assim por diante. Consequentemente, nenhum dos sentidos astrais está, estritamente falando, localizado ou confinado a qualquer parte do corpo astral. É, antes, o conjunto das partículas do corpo astral que possui o poder de resposta. Um homem que desenvolveu visão astral usa portanto qualquer parte da matéria de seu corpo astral para ver, e assim pode ver igualmente os objetos que estão à frente, atrás, acima, abaixo e de ambos lados. O mesmo se dá com todos os outros sentidos. Em outras palavras: os sentidos astrais estão ativos em todas as partes do corpo.

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

O EQUINÓCIO DE SUA ALMA

 
 
 
 
O EQUINÓCIO DE SUA ALMA

Este é um momento para uma cura profunda e muito intensa. Assim como a Terra se move através do ponto de equilíbrio sazonal do Equinócio, toda a vida se esforça para alcançar este espaço de perfeito equilíbrio. No ponto do equilíbrio, a energia no corpo se alinha com o modelo da Perfeição Divina, com a qual cada alma tem sido abençoada. Estar em harmonia com o seu eu Divino mais autêntico, é estar em alinhamento com o espaço do equilíbrio que proporciona a cura em todos os níveis. Este é o verdadeiro estado de Unidade que todas as almas estão buscando, ainda que isto não possa ser consciente.

Elementos refinados de cura estão disponíveis àqueles que são levados a um espaço onde eles desejam o equilíbrio em suas vidas. É preciso um nível surpreendente de consciência na cultura ocidental para que se perceba que o equilíbrio é o que se busca na vida. A maior parte dos antigos sistemas de cura compreende este princípio e ensina muitas maneiras para alcançar o espaço de equilíbrio na mente, no estado emocional e no corpo físico. A popularidade alcançada na Yoga, no Tai Chi e no Chi Kung, está ajudando muitas pessoas a encontrar o equilíbrio e melhor saúde. Como tudo existe como um só corpo, este equilíbrio irá ajudar intensamente na saúde da Terra também. 

A NECESSIDADE DE EQUILÍBRIO

Uma vez que a consciência da necessidade do equilíbrio se torna disponível para a mente, muitas vezes surgem situações na vida como um lembrete daquilo que está faltando. Pode parecer que subitamente o estado mental e emocional esteja fora do seu controle, como se uma velha relação estivesse saltando do subconsciente. O eu criança pode se tornar mais proeminente para o grande horror do adulto controlado. Realmente, muitos velhos padrões e partes do seu eu interior podem estar se apresentando a vocês agora. Muitas vezes, o seu eu criança ou adolescente se sentiu negligenciado ou rejeitado no passado, mas agora gostaria de ser convidado para o seu mundo adulto para trazer um pouco de diversão e risos. Talvez estes aspectos do eu estejam buscando harmonia e equilíbrio com o seu eu adulto responsável, que trabalha com tanta competência no mundo. A liberdade alegre do deslumbramento juvenil traz a mágica a uma vida adulta excessivamente responsável. Projetos criativos, ambientes na natureza e atividades lúdicas podem ajudar estas partes suas a entrar em maior harmonia e equilíbrio. Esta integração saudável de seus eus mentais e emocionais pode trazer maior felicidade ao seu mundo diário.
Como a sua alma busca o equilíbrio na vida, o seu corpo físico pode também exigir atenção. A desarmonia no corpo se manifesta como desequilíbrios agudos ou crônicos, requerendo a sua atenção imediata. Na maior parte do tempo, pequenos sinais de seu eu interior têm sido ignorados e permitido o seu desenvolvimento, até que eles devam ser tratados antes que resultem conseqüências terríveis. Para corrigir um desequilíbrio no sistema humano, vocês podem ser levados à beira do precipício da vida. De lá, vocês receberão uma ampla visão de possibilidades, para que possam fazer escolhas, consciente ou inconscientemente, que lhes traga, ao ponto de equilíbrio e de unidade com o propósito de sua alma. Pode haver muitas probabilidades para o seu eu futuro, mas é neste ponto crucial que vocês podem fazer a escolha para o futuro ideal de sua alma.
À medida que as energias planetárias continuam a mudar, transformar e acelerar, toda a vida está sendo chamada a integrar estas frequências ou irá perecer no processo. Muitas pessoas considerarão além das suas possibilidades fazer estas mudanças internas necessárias para encontrar o equilíbrio interior neste mundo. Há muitas almas preparadas para completar esta encarnação, a fim de escolher outro tempo mais harmonioso para as suas necessidades. Estes seres, para fazerem uma escolha de permanecer na Terra nestes momentos de transformação, precisarão buscar o equilíbrio interior, bem como a harmonia com as mudanças de estações e as frequências vibracionais da evolução planetária, agora em andamento.

VOCÊS SÃO FARÓIS DE LUZ

Há níveis enormes de apoio disponíveis para aqueles que escolherem permanecer na Terra, nestes tempos muitas vezes tumultuosos, como um Farol de Luz. O apoio invisível dos mestres iluminados, a presença poderosa dos Anjos e de muitos seres dos reinos iluminados estão tornando a sua presença conhecida de formas que vão desde a sutil, até à milagrosa. Cada sincronicidade que vocês observam em sua vida, é um sinal destes planos de existência, além do olho humano. Todos os tipos de assistência estão disponíveis, a sua disposição. Lembrem-se apenas de que é a sua frequência de vibração ressonante que é a chave para o seu nível de atração, porque vocês atraem para a sua vida somente aquilo que está em sua consciência.

O alinhamento com o seu Eu Divino é uma demonstração do equilíbrio e da harmonia em seu ser. Busquem este equilíbrio em cada nível de seu corpo, mente e estado emocional, a fim de estarem receptivos à ajuda Divina disponível a vocês agora. Estejam dispostos a pedir ajuda que precisam em cada área de sua vida. A humildade em ação traz a compaixão ao eu, esta parte de vocês que parece impotente diante dos desafios que podem parecer opressivos. Há inúmeras histórias de muitas almas que se sentiram forçadas à submissão, até que estejam dispostas a clamar por socorro. Este ato abriu o caminho, permitindo a intervenção do Divino em suas vidas. É necessário coragem para reconhecer que apenas um ser humano é impotente para fazer as grandes mudanças necessárias, de modo que a vida chegue ao Equilíbrio e Ordem Divina, mas como as escrituras dizem: “Com Deus todas as coisas são possíveis.” 

A cura assume muitas formas e nunca se pode presumir o que é melhor para a outra pessoa. O Espírito Divino que opera em cada ser conhece a verdade do caminho da alma, e cada um chega a um momento de escolha. Quando vocês examinarem as possibilidades de sua vida, o que irão escolher? Da próxima vez em que se sentirem impotentes, perturbados pela vida e confusos em relação ao seu próximo passo, considerem toda a ajuda que possam estar esperando pedir. Saibam que ao estarem abertos à Assistência Divina, traz a ajuda de maneira que pode parecer diferente do que vocês imaginaram. Tenham a fé para acreditar que vocês estão sendo cuidados da maneira mais apropriada para o crescimento de sua alma.

ESTE É UM PONTO DECISIVO
Imaginem que vocês estão neste ponto decisivo em sua vida. Vocês estão tão elevados que podem ver a vastidão do mundo diante de vocês. É o seu tempo para escolhas. Há Anjos de Luz ao redor de vocês. Sua alma está clamando por equilíbrio interno e conexão com aquilo que lhes é mais caro. Quando vocês se entregam ao amor que a sua alma está oferecendo, os anjos os elevam em suas Asas de Luz. Vocês são envolvidos no poder da compaixão, da graça e da misericórdia. Permitam que a sua presença amorosa os guie através de seus próximos passos na vida. Peçam para que o seu verdadeiro caminho para a harmonia e o equilíbrio seja revelado, e então, humildemente, permitam-se ser conduzidos pela sua alma e abraçados pelos Anjos de Luz.
É um momento de todos os seres encontrarem o alinhamento com o seu propósito Divino. Quando vocês buscam um espaço de Harmonia e Luz em seu ser, os céus se regozijam, e a sua vida se torna um reflexo deste ponto de Equilíbrio, o Equinócio de sua alma.
E assim é.

Direitos Autorais Shanta Gabriel.
Estas mensagens podem ser compartilhadas, contanto que sejam usadas na íntegra e com os créditos apropriados.  www.thegabrielmessages.com

;

SINTOMAS DO DESPERTAR ESPIRITUAL

 
 
 
 
SINTOMAS DO DESPERTAR ESPIRITUAL
 
1. Mudança no padrão de sono
Perturbações durante o sono, pés quentes, acordar duas ou três vezes durante a noite.
Sentir-se cansado e com sono depois de acordar.
Adormecer e acordar durante o dia.
Padrão de 3 Sonos, que acontece frequentemente a muitas pessoas caracteriza-se por: dormir cerca de 2-3 horas, acordar, voltar a adormecer mais 2-3 horas, acordar de novo, voltar a adormecer mais 2-3 horas. Outras pessoas viram alterar-se as suas necessidades de sono, passando a dormir menos.
Ultimamente, algumas pessoas sentem enormes ondas energéticas percorrendo o seu corpo a partir do coronário (centro energético no alto da cabeça). Estas ondas podem afetar o sono.
 
Conselho: Habitue-se.
Pacifique-se com essa energia e não se preocupe se não dormir o suficiente (preocupação que, por vezes, pode causar mais insônia). Será capaz de suportar bem o dia se pensar que tem a quantidade certa do que necessita.
Também pode pedir ao seu Eu Superior que, de vez em quando, lhe dê um intervalo para poder ter um sono reparador.
Se, durante a noite, não conseguir adormecer, aproveite esse tempo para meditar, ler poesia, escrever o seu diário ou olhar para a Lua. O seu corpo ajustar-se-á ao novo padrão.


2. Atividade do chakra coronário (alto da cabeça)

Sensações de tilintar, comichão, formigamento e arrepios no couro cabeludo e/ou na coluna.
Sensação de vibração energética no topo da cabeça, como se a energia jorrasse em chuveiro.
Poderá sentir pressão na coroa, como se alguém estivesse a pressionar um dedo contra o centro da cabeça. Como referido no ponto 1, vivemos enormes carregamentos de energia através do chakra coronário. Podemos sentir uma pressão mais generalizada, como se a cabeça estivesse dentro dum aparelho muito suave.

Conselho: Não se assuste.
Trata-se da abertura do chakra da coroa.
Tais sensações dizem-lhe que você está aberto a receber a energia divina.

3. Repentinas ondas de emoção
Choro convulsivo. Inesperadamente, sente-se zangado, deprimido, triste ou muito infeliz à mínima provocação. Emoções à solta.
Muitas vezes a pressão ou as emoções congestionadas são sentidas no chakra do coração (no centro do peito), o que não deve ser confundido com o coração, localizado à esquerda do chakra do coração.

Conselho: Aceite os seus sentimentos como surgem, abençoe-os e deixe-os partir.

Sinta o conteúdo emocional da energia no chakra do coração.
Expanda-a para todos os seus campos e respire profundamente, desde o umbigo até a parte superior do peito.
Sinta a emoção e deixe-a evaporar-se.
Não dirija as emoções para ninguém.
Você está limpando o passado.
Se necessitar de ajuda, diga em voz alta que pretende largar todo esse velho material e peça ajuda ao seu Eu Superior. Também pode pedir aos Anjos da Graça (energia branco cristal) que o ajudem a soltar estas emoções, fácil e suavemente. Agradeça por o seu corpo estar soltando estas emoções, não as retendo dentro de si, o que poderia provocar danos. Uma das nossas fontes sugere que a depressão está ligada às relações de «deixar ficar como está», de relações pessoais, profissionais, etc. que já não servem nem a nós, nem às nossas freqüências.

4. Clarificação do carma
Velhos conteúdos parecem estar ressurgindo, como descrito acima, ressurgindo em sua vida as pessoas envolvidas nesses episódios.
Casos de encerramento de processo.
Ou talvez você precise trabalhar o seu amor-próprio, abundância, criatividade, apegos, etc.
Começarão a aparecer os recursos ou as pessoas de que necessita para auxiliar neste trabalho.
Conselho: O mesmo do que para Ponto 3. E ainda: não se envolva demasiado na análise destas situações, pois isso fará com que volte para eles, novamente, cada vez a níveis mais profundos.
Peça ajuda de um terapeuta, se necessitar, e avance. Não tente evitar nem «passar ao lado» destas «memórias». Abrace o que aparecer e agradeça por isso contribuir para o seu desenvolvimento. Agradeça ao seu Eu Superior por lhe dar a oportunidade de se livrar destes «resíduos». (*)

(*) Ho'Oponopono... uma fantástica ferramenta para a limpeza das memórias, crenças, traumas, medos, baixa autoestima, etc...

Lembre-se, você não quer que eles continuem no seu ADN.

5. Alteração no peso corporal
O excesso de peso adquirido pela população é, em geral, extraordinário. Outros setores da população podem, pelo contrário, estar perdendo peso. Geralmente, ganhamos peso porque muitos medos reprimidos estão voltando para serem tratados. Reagimos construindo defesas, tentando ancorar-nos ou obter massa corporal, de forma a não permitir que a freqüência no corpo aumente.

Conselho: Não seja teimoso.
Aceite isto como um sintoma do que está se passando com você. Perderá ou ganhará peso, quando todos os seus medos forem integrados. Solte a sua ansiedade. Depois, talvez constate que será mais fácil perder ou ganhar peso.

Exercício: Antes de começar a comer, experimente o seguinte: sente-se à mesa, posta com um aparelho de louça bonito. Acenda uma vela. Aprecie a aparência da comida. Coloque a sua mão dominante no coração e abençoe o alimento. Diga ao seu corpo para usar o alimento para se alimentar corretamente, em vez de usar a comida para alimentar as suas zangas emocionais. Depois, passe a mão, da esquerda para a direita, por cima do alimento, abençoando-o. Poderá notar que a comida parece quente à sua mão, mesmo que seja um prato frio. Repare que quando abençoamos a comida, não comemos tanta quantidade. Outra coisa que poderá fazer enquanto come é não ver TV ou ler. Aprecie saudavelmente a bênção que está à sua frente.

6. Mudanças nos hábitos alimentares.

Desejos estranhos e escolhas esquisitas. Há quem sinta mais fome ou menos fome do que anteriormente.

Conselho: Não negue o que o corpo lhe pede.
Se não tiver a certeza, tente provar antes de escolher, para ver se é isso o que o corpo quer.
Tente também abençoar os alimentos, como descrito no ponto 5.

7. Intolerância e alergias a certo tipo de alimentos, que nunca teve antes.
Conforme vai crescendo espiritualmente, você se torna mais sensível a tudo o que o rodeia. O seu corpo dir-lhe-á o que já não tolera, como se também ele estivesse rejeitando o que já não lhe serve. Pode estar se limpando de toxinas. Certas pessoas descobrem um resíduo branco na boca, parecido com a baba de corredores no fim de uma corrida.

Conselho: Isso pode ser retirado esfregando 2 colheres de azeite na boca, durante 10 a 15 minutos (não engula); depois cuspa para o vaso sanitário - não para o lavatório. Escove os dentes e, depois, limpe a escova.

8. Amplificação dos sentidos.

Aumento de sensibilidade.
a) Perturbação na visão, objetos tremeluzentes, observação de partículas brilhantes, visão de auras em pessoas, plantas animais e objetos. Alguns relatam ver como transparentes os objetos normalmente opacos. Quando fecha os olhos já não vê escuridão, mas vermelhidão. Talvez veja formas geométricas, cores brilhantes e quadros quando tem os olhos fechados. As cores aparecem mais vivas. O céu pode parecer tingido ou a relva ter um verde espantoso.
Conforme vai se tornando mais sensível, poderá ver formas ou riscos no ar, especialmente quando o quarto estiver mais escuro. Poderá ver formas brancas na sua visão periférica, quer com olhos abertos, quer com eles fechados.

Conselho: A sua visão está mudando de várias maneiras; está conhecendo novas formas de ver. Seja paciente.
Aconteça o que acontecer, não se assuste.
Visões nebulosas podem ser aliviadas desviando o olhar.
b) Aumento ou diminuição na capacidade auditiva. Audição de ruídos na cabeça, como «bips», sons, música ou sons eletrônicos. Há quem ouça água correndo, zunidos, barulhos ou toques. Há quem tenha o que se chama dislexia auditiva, ou seja, nem sempre consegue perceber o que os outros estão dizendo, como se não conseguisse entender a sua própria língua.
Algumas pessoas ouvem vozes estranhas em sonhos, como se alguém lhes estivesse gritando ao ouvido. Nestes casos pode pedir à «isso» para ir-se embora, ou pedir ao plano angélico para tomar conta da situação. Mais uma vez, não há nada a temer .

Conselho: Renda-se. Deixe ir. Ouça.
Os seus ouvidos estão se ajustando a novas freqüências.

c) Intensificação do sentido do olfato, tato (toque) e/ou sabor.

Há quem se aperceba de que passou a conseguir detectar o cheiro e o sabor dos aditivos químicos em alguns alimentos, de uma forma bastante desagradável.
Por outro lado, alguns alimentos passam a ter um sabor maravilhoso.
Para algumas pessoas, esta intensificação dos sentidos é tanto maravilhosa como divertida.
Pode ser possível cheirar a fragrância de flores aqui e ali.
Muitos místicos fazem-no. Aproveite.

9. Erupções da pele: borbulhas, inchaços, acne, urticária e herpes.

A ira produz perturbações à volta da boca e queixo. Certa pessoa teve uma dermatite nas extremidades durante vários meses, enquanto curava um episódio do seu passado. Quando saneou a maior parte desse material, o problema foi resolvido.
 
Conselho: Poderá estar deixando sair toxinas e trazendo emoções à superfície.
Quando existe material que deve ser liberado e você tenta reprimi-lo, a sua pele expressará a situação por si, até que se decida a trabalhar as emoções.

10. Alternância entre vigor e cansaço
Episódios de energia intensa que o fazem querer saltar da cama e agir, seguidos por períodos de letargia e cansaço. O cansaço, normalmente, segue-se a grandes mudanças. Aceite, pois este é um tempo de integração.

Conselho: Flua com a natureza da energia. Não a combata. Seja gentil consigo.
Durma a sesta, se estiver cansado.
No caso de sentir muita energia e não conseguir dormir, escreva pensamentos ou um romance.
Tire vantagem do tipo de energia.

11. Alterações na oração ou na meditação
Talvez não sinta as sensações habituais.
Não tem a mesma experiência no contato com o Espírito.
Dificuldade em concentrar-se.

Conselho: Talvez tenha passado a estar em comunhão com o Espírito mais freqüentemente e durante mais tempo. A sensação pode ser diferente, mas acabará por se adaptar a ela.
Na verdade, você passou a pensar e agir em conformidade com o Espírito.
Poderá notar que os seus períodos de meditação são agora mais curtos.

12. Ondas de energia.
De repente, sente-se percorrido por energia da cabeça aos pés. É uma sensação momentânea e pouco confortável. Por outro lado, algumas pessoas sentem um frio inexplicável. Se você for um trabalhador de energia, deve ter reparado que o calor que corre nas suas mãos aumentou consideravelmente. Isto é bom.

Conselho: Se sentir desconforto, peça ao seu Eu Superior para aumentar ou diminuir a temperatura.
 
13. Sintomas variados
Dores de cabeça, dores de costas, dores de pescoço, sintomas de constipação (chamada «constipação de vibração»), problemas digestivos, danos musculares, aceleração dos batimentos cardíacos, dores no peito, alterações no desejo sexual, dores nos membros, vocalizações ou movimentos de corpo involuntários. Há quem tenha que se defrontar e solucionar certos episódios da infância. Relaxe. São sintomas temporários.

14. Rejuvenescimento
Tornar-se-á cada vez mais leve à medida que for limpando o material emocional, libertando crenças limitadoras assim como bagagem pesada do passado. A sua freqüência aumentou. Ama-se mais, assim como ama mais a vida. Comece a mostrar a perfeição que você realmente é.

15. Sonhos vivos
Por vezes, os sonhos são tão reais que acorda confuso. Também pode ter sonhos lúcidos, nos quais está no controle: você sabe que não está «sonhando»; o que está acontecendo é de alguma forma real. Muitos sonhos poderão ser místicos ou trazer mensagens. Lembrar-se-á daquilo que for importante para si. Não force nada. Acima de tudo, não tenha medo.

16. Acontecimentos que alteram completamente a sua vida
Morte, divórcio, mudança no trabalho ou de emprego, perda de casa, doença, e/ou outras "catástrofes" - por vezes, várias de uma só vez. Trata-se de forças que o obrigam a desacelerar, simplificar, mudar, reexaminar o que você é, assim como o que a sua vida lhe diz. Forças que não pode ignorar, que o obrigam a desapegar-se, que o acordam para o amor e compaixão por tudo.

17. Libertação
Desejo de cortar com todos os padrões restritivos: empregos, estilos de vida consumistas e pessoas ou situações tóxicas. Necessidade de «se encontrar» e de encontrar o propósito da sua vida - Agora!
Quer ser criativo e livre para ser aquilo que é, na verdade.
Apetência para as artes e a natureza.
Desejo de cortar com coisas e pessoas que já não lhe dizem nada.

Conselho: FAÇA-O!

18. Confusão mental e emocional
Sentimento de que precisa de arrumar a sua vida, pois está uma confusão.
Mas, ao mesmo tempo, sente-se caótico e incapaz de o fazer, de se concentrar.
(Veja o Ponto 45)

Conselho: Concentre-se no seu coração e ouça o seu próprio discernimento.

19. Introspecção, solidão e perda de interesse por atividades no exterior
Este estado apareceu de surpresa a muitos extrovertidos que, antes, se viam envolvidos em diversas atividades.
Agora dizem: «Não sei porquê, mas já não gosto tanto de sair como antes».

20. Manifestações de criatividade
Recepção freqüente de imagens, idéias, música e outras inspirações criativas.

Conselho: Pelo menos registre estas inspirações, porque o Espírito está falando com você sobre como poderá preencher o seu propósito e contribuir para a regeneração do planeta.

21. Percepção de que o tempo está acelerando
Tem essa impressão porque sofreu muitas e freqüentes alterações na sua vida.
A quantidade de alterações parece estar aumentando.

Conselho: Repartir o dia em encontros e segmentos temporários, aumenta o sentido de aceleração.
Pode abrandar o tempo relaxando no momento presente e prestando atenção ao que tem em mãos, sem antecipar os acontecimentos. Abrande e diga para si mesmo que tem bastante tempo. Peça ajuda ao seu Eu Superior. Mantenha-se atento ao presente. Tente passar de uma atividade a outra. Centre-se no seu guia interior.

22. Premonição
Um sentimento de que algo vai acontecer, que pode criar ansiedade.

Conselho: Não há nada com que se preocupar.
As coisas acontecem mesmo, mas a ansiedade só lhe criará mais problemas.
Não há nada a temer.

23. Impaciência
Sabe o que fazer, mas, por vezes, isso não ajuda.
Quer resolver o que lhe parece estar no seu caminho.
Reconhece que as incertezas são desconfortáveis.

Conselho: Aprenda a viver com incertezas sabendo que nada lhe aparecerá à sua frente, se não estiver pronto.
A impaciência é, na realidade, uma falta de confiança, especialmente no seu Eu Superior.
Quando focar o presente, verá milagres acontecerem.

24. Despertar
Talvez um interesse pelo Espírito surja, pela primeira vez, na vida. Uma chamada profunda para o significado da vida, para o seu propósito. Ligação espiritual e revelação. Um "constante desejo ardente" como lhe chama K.D. Lang. A vida mundana não preenche este vazio.

Conselho: Siga o seu coração, e o caminho ser-lhe-á mostrado.

25. Ser diferente dos outros
Um sentimento estranho de que tudo na sua vida parece novo e alterado, que deixou o seu eu antigo para trás. E deixou! Está muito maior que pode imaginar. E há mais para vir!

26. Ajudas de vários tipos
Aparecem «professores» em todo o lado, no momento certo, para ajudar à sua caminhada espiritual - pessoas, livros, palestras, filmes, acontecimentos, Mãe Natureza, etc. Estes «professores» podem parecer negativos ou positivos, mas, de uma perspectiva transcendente,
são sempre perfeitos. Surgirá, precisamente, o que tiver que aprender.

Conselho: Lembre-se de que nunca receberemos mais do que aquilo que estamos preparados para lidar.
Cada desafio apresenta-nos uma oportunidade para provarmos a nossa mestria na sua superação.

27. Compreensão súbita
Encontro de uma pista espiritual, que faz sentido para si e que lhe «toca» nos mais profundos níveis. Repentinamente, obtém uma perspectiva que nunca tinha considerado. Tem fome de mais. Lê, partilha os conhecimentos com outros, faz perguntas e vai ao fundo para descobrir quem é e porque está aqui.
Corre o risco filosófico de se perguntar «Por que Existo?».

28. Rapidez de aprendizagem
Aprende depressa.
Sente que está «captando» muito rapidamente.

Conselho: Lembre-se que as coisas lhe chegarão quando estiver pronto para lidar com elas. Não antes.
Lide corajosamente com o que for surgindo e, assim, avançará rapidamente.

29. Presenças invisíveis
Algumas pessoas dizem que, à noite, se sentem rodeadas por seres, ou têm a sensação de serem tocadas ou de que «alguém» lhes fala. Por vezes, acordam. Outras pessoas sentem as órbitas oculares vibrarem. Estas vibrações são causadas pelas mudanças energéticas, depois de feita a limpeza emocional.

Conselho: Este é um assunto sensível, mas talvez se sinta melhor se, antes de adormecer, abençoar a sua cama e o espaço à sua volta.
Adormeça, na certeza que está rodeado pelos mais magníficos seres espirituais e que está em segurança, ao cuidado de Deus. Não se culpe por ter medo de vez em quando.

30. Presságios, visões, números e símbolos
Vê coisas a que dá significado espiritual.
Repara na sincronicidade dos números.
Tudo tem uma mensagem se se der ao trabalho de reparar.

31. Intensificação de integridade
Reconhece que é tempo para viver e falar a sua verdade.
Subitamente, parece-lhe importante ser mais autêntico, mais você mesmo.
Talvez tenha que dizer «não» a pessoas a quem tentou agradar no passado.
Achará intolerável manter-se num casamento, emprego ou lugar, que já não se coaduna com o que você é atualmente. Igualmente, talvez se dê conta de que já não tem nada a esconder ou segredos a manter. A honestidade torna-se importante em todos os seus relacionamentos.

Conselho: ouça o seu coração.
Se o seu interior lhe disser para não fazer algo, fale alto e aja. Diga «não». Da mesma forma deverá dizer «sim» àquilo que considera válido.
Deve arriscar-se a não agradar aos outros, sem culpas, de forma a atingir a soberania espiritual.

32. Harmonia com épocas e ciclos
Sente-se mais sintonizado com as estações do ano, fases da lua e ciclos naturais.
Maior entendimento sobre o seu lugar no mundo. Uma forte ligação à Terra.

33. Desarranjos elétricos e mecânicos
Com você por perto, as luzes se apagam, o computador trava ou o rádio perde a sintonia.

Conselho: Chame os seus anjos ou guias para os arranjar, ou colocarem um campo protetor nas máquinas. Imagine o seu carro rodeado de luz azul. Aprenda a rir...

34. Aumento da sincronicidade
Se ocorrem muitos pequenos milagres... espere por mais!
Conselho: Situações sincronizadas dizem-lhe que está agindo na direção certa ou fazendo as escolhas acertadas.
O espírito usa a sincronicidade para se comunicar com você.
Começou a viver os milagres diários.
(Veja ponto 30)
 
35. Desenvolvimento das habilidades intuitivas e alteração de estados de consciência
Pensar em alguém e imediatamente saber desse alguém.
Mais sincronismo.
Ter percepções internas sobre padrões ou acontecimentos passados.
Ver o futuro, ter experiências fora do corpo e outros fenômenos físicos.
Intensificação da sensibilidade e do conhecimento.
Entender a sua própria essência e a dos outros.

36. Comunicação com o Espírito
Contato com anjos, guias espirituais e outras entidades divinas.
Canalizar informação.
Cada vez mais pessoas parecem estar recebendo esta oportunidade.
Sentir inspiração e obter informação, que toma a forma de escrita, pintura, idéias, comunicações, dança, etc.

37. Sentimento de Unidade.
Experiência direta de União.
Conhecimento transcendente.
Compaixão e amor por tudo o que vive.
Compaixão desligada ou amor incondicional por tudo, o que nos leva a mais altos níveis de consciência e júbilo.

38. Alegria e benção
Um profundo e permanente sentido de paz e acompanhamento.

39. Integração
Torna-se mais forte e mais leve emocional, psicológica, física e espiritualmente.
Sensação de alinhamento com o Eu Superior.

40. Viver o seu propósito
Sabe que está, finalmente, fazendo aquilo que o trouxe à Terra.
Novas aptidões e dons estão emergindo, especialmente os de recuperação da saúde.
A sua vida/trabalho está, agora, convergindo e começando a fazer sentido.
Vai usar, finalmente, todas estas aptidões.

Conselho: ouça o seu coração.
A sua paixão leva-o para onde deve estar.
Deixe-se ir e pergunte ao seu Eu Interior: «O que queres que eu faça?»
Preste atenção às sincronicidades. Ouça.

41. Sentir-se mais perto dos animais e plantas
Para algumas pessoas, os animais parecem ser mais «humanos» no seu comportamento. Os animais selvagens mostram menos medo. As plantas respondem ao amor e à atenção que você lhes dá, agora mais que nunca. Algumas até podem ter mensagens para você.

42. Visualização de seres de outras dimensões
O véu entre dimensões é cada vez mais fino, pelo que este fato não surpreende.
Mantenha-se no seu posto.
Dado que você tem mais poder do que imagina, não receie nada.
Peça ajuda aos seus guias, no caso de sentir que escorrega para o medo.

43. Refinamento da visão
Visão de formas mais verdadeiras das pessoas; visão de pessoas queridas com uma face diferente - vida passada ou vida paralela.

44. Manifestação física de pensamentos e desejos
Tudo isto passa a ocorrer de forma mais rápida e eficiente.

Conselho: Controle os seus pensamentos.
Pois todos eles são orações.
Tenha cuidado com o que pede.

45. Hemisfério esquerdo confuso
As suas habilidades físicas, o seu saber intuitivo, os seus sentimentos e compaixão, a sua forma de sentir o corpo, a sua visão, a sua expressão, todos emanam do lado direito do cérebro. Para que esta parte do cérebro se desenvolva melhor, o lado esquerdo do cérebro deve «abrandar».
Normalmente, a capacidade do hemisfério esquerdo de ordenar, organizar, estruturar, alinhar, analisar, rever, precisar, concentrar, resolver problemas e aprender matemática domina o nosso menos valorizado cérebro direito. Daqui resultam: lapsos de memória, colocação de palavras na seqüência errada, falta de habilidade ou falta de vontade de ler durante muito tempo, falta de concentração, esquecer-se do que ia dizer, impaciência com formas lineares de comunicação (áudio ou escrita), dispersão, perda de interesse em investigar ou em informação complexa; sentimento de ser bombardeado com palavras, conversas e informação. Relutância em escrever.
Por vezes sente-se «obtuso» e não tem interesse em analisar, viver discussões intelectuais ou investigar. Por outro lado, pode se sentir inclinado ao que tem significado: vídeos, revistas com fotografias, trabalhos artísticos, filmes, música, escultura, pintura, estar com pessoas, dançar, jardinagem, andar a pé e outras formas de esforço muscular.
Pode procurar informação espiritual ou até ficção científica.

Conselho: Se permitir que o seu coração e o lado direito cerebral o orientem, o cérebro esquerdo será ativado apropriadamente para o ajudar.
Um dia, estaremos bem equilibrados, usando ambos os hemisférios com maestria.

46. Vertigens
Isto acontece quando não está estabilizado.
Talvez tenha acabado de limpar uma grande carga emocional e o seu corpo esteja se ajustando ao seu estado mais «leve».

Conselho: «Aterre» comendo proteínas.
Algumas vezes, os «alimentos que consolam» são os certos.
Não rotule nenhum tipo de comida como boa ou má para si.
Utilize a sua intuição para saber do que necessita em dado momento.
Tire os sapatos e ponha os pés na relva, por uns minutos.

47. Quedas, acidentes, fraturas
O seu corpo não está estabilizado ou talvez a sua vida esteja desequilibrada.
Talvez o corpo esteja lhe dizendo para abrandar, examinar certos aspectos da sua vida ou a resolver certos bloqueios. Procure o significado da mensagem.

Conselho: Caminhe na terra ou na relva; ou melhor, deite-se na grama com um cobertor por cima.
Sinta a terra por baixo. Passeie na natureza. Abrande e preste atenção. Veja o que está a fazer. Sinta os sentimentos quando estes brotam.
Fique no presente.
Cerque-se de luz azul quando se sentir confuso.

48. Palpitações cardíacas
Um coração apressado geralmente é acompanhado por uma abertura.
Só dura alguns momentos e quer dizer que o coração está se equilibrando depois de uma libertação emocional.
Conselho: Consulte o seu médico ou terapeuta sempre que for preciso ou não se sinta bem.

49. Crescimento rápido de cabelo e unhas
Significa que está sendo utilizada mais proteína no corpo.
 
50. Desejo de encontrar o(a) seu(sua) parceiro(a) certo(a)
Mais que nunca, a idéia de que podemos ter uma relação ideal parece mais desejada.
 
Conselho: A verdade é que devemos ser o tipo de pessoa que queremos atrair.
Temos que gostar de nós e do lugar onde nos encontramos agora, antes de podermos atrair um parceiro mais «perfeito». O trabalho começa em casa: retenha o desejo por aquela pessoa no seu coração, mas sem apego. Espere que algum dia irá encontrar alguém que se ajuste mais a si, mas não mantenha expectativas de quem será e de como se passará.
Centre-se, antes do mais, em limpar a sua vida e ser a pessoa que quer ser.
Seja feliz agora.
Goze a vida.
Depois verá...

51. Memórias
Memórias de superfície, memórias de corpos, memórias suprimidas, imagens de vidas passadas e/ou vidas paralelas. Porque estamos a harmonizar e a integrar todos os nossos «eus», espere por alguma destas experiências.

Conselho: O melhor é prestar atenção só ao que lhe vem à mente.
Deixe o resto, não analise tudo ao pormenor (senão ficará atolado de material antigo) e sinta os sentimentos conforme eles forem aparecendo.
 
Peça ajuda aos seus guias.